Vereadores realizam 1ª reunião da CEI da Dengue

Durante a sessão ordinária os vereadores de Catanduva se uniram para instaurar a Comissão Especial de Inquérito (CEI), no qual o objetivo é investigar o aumento do índice larvário nos últimos meses em Catanduva.

Por meio de requerimento, o vereador Amarildo Davoli (PSB) pediu a formação da CEI depois da divulgação de índice superior ao recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Decidimos criar esse CEI para ajudarmos o secretário de saúde, a Equipe Municipal de Combate ao Aedes Aegypt – Emcaa, pois o nível larvário está acima do permitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que é menor que 1%. O próprio Jornal O Regional noticiou índice larvário que veio da Sucen com uma média de 8,3 e o setor 5 está com 11,5. Para se ter uma idéia, no setor 5, foram visitadas cerca de 680 casas e deu índice de 11,5. Cerca de 700 casas não foram visitadas nesse setor. Então, o índice não é de 8,3 na média. Se for ver o índice é de 17 a 18%, muito acima do índice de 2014 quando deu epidemia e morreram quase 100 pessoas na cidade. Com essa preocupação que estamos montando essa CEI para trazer o pessoal da Emcaa para a Câmara, o prefeito para ver o que pode se fazer para que não tenha uma epidemia de dengue”, afirmou Davoli.

Na tarde de 13 de março, os parlamentares se reuniram para ler, instalar e definirem as funções dentro da comissão.

Por ter feito o requerimento o vereador Amarildo ficou como Presidente e por indicação unânime, o vereador Onofre Baraldi (PTB), o relator.

A CEI conta ainda com a participação dos vereadores Enfermeiro Ari (PEN), Ditinho Muleta (DEM), Wilson Paraná (PT) , Luís Pereira (PSDB), Cidimar Porto (PMDB), Mauricio Gouvea (PV) e Ivan Bernardi (SD), que ficaram como membros.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social / Câmara Municipal de Catanduva