Unidades da FPA visitam usina coletora de resíduos hospitalares

Pela gestão responsável de resíduos hospitalares, representantes das unidades de saúde da Fundação Padre Albino, no último dia 10 de novembro, fizeram visita técnica à usina de compostagem de resíduos Constroeste Ambiental, em São José do Rio Preto. A comitiva, composta por profissionais das áreas de enfermagem, segurança do trabalho e gestão de segurança hospitalar, teve como objetivo aprofundar o entendimento sobre o processo de descarte de materiais infectantes provenientes dos serviços de saúde prestados pela Fundação.

Recebidos pelo responsável do departamento comercial de resíduos da Constroeste, Roberto Gardini, eles viram de perto o projeto de gestão de resíduos desenvolvido pela empresa. “A Constroeste Ambiental é responsável pela coleta de resíduos infectantes de diversas unidades hospitalares, incluindo o Hospital Padre Albino, o Hospital Emilio Carlos, o Hospital de Câncer de Catanduva e o AME, unidades mantidas pela FPA.

Entre os participantes da visita estavam Cintia Paula do Nascimento e Karen Bernardi da Graça, enfermeiras da Qualidade/AME Catanduva; Rayani de Souza Tavares, enfermeira do SCIH/AME; Willian Fernandes, técnico de Segurança do Trabalho SESMT/AME; Rodrigo Manzoni, Engenheiro de Segurança do Trabalho SESMT/FPA; Adriani Isabel de Souza Moraes, gerente da Qualidade FPA; Fabiana Pacheco, gerente de Hotelaria FPA; Patrícia Helena de Oliveira e Rosana Marcelino Braz, enfermeiras do SCIH/HPA.

Durante a visita, os profissionais conheceram as práticas adotadas pela empresa no tratamento de resíduos, destacando-se o compromisso em assegurar o correto descarte de materiais utilizados nas unidades hospitalares. “A iniciativa faz parte do cronograma anual de visitas técnicas do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SCIH) da Fundação em serviços críticos terceirizados. E estivemos na usina para entender in loco todo esse processo e, assim, podermos repassar aos nossos setores a forma correta de descarte, armazenagem e entrega desses materiais, criando fluxo de prestação mais segura e correta, além de agilizar a logística da empresa”, explica Rosana Braz que diz que a ação reforça a preocupação da Fundação Padre Albino não apenas com a saúde de seus pacientes, mas também com a preservação do meio ambiente.

Foto: Divulgação

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes