Serviço de proteção social especial envolve 62 adolescentes

Trabalho desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social por meio do serviço de proteção social especial beneficia, atualmente, 62 jovens em Cumprimento de Medidas Socioeducativas. A ação visa contribuir para o acesso aos direitos e ao resgate de valores em suas vidas, pessoal e social.

As atividades são lideradas pela equipe técnica do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

O grupo teve o primeiro encontro do ano esta semana. Na ocasião, a equipe explanou sobre o planejamento de atividades para 2019. Dentre as iniciativas, o cronograma inclui suporte aos adolescentes para inserção no mercado de trabalho com oferta de cursos profissionalizantes pela Prefeitura.

Na cidade, o trabalho é realizado de forma articulada com a rede de serviços – saúde, educação, lazer, trabalho – que abrange diferentes aspectos e dão aparato necessário ao atendimento na totalidade.

São duas escalas de atuação frente ao ato infracional praticado: L/A (Liberdade Assistida e PSC (Prestação de Serviço à Comunidade), ambas com regras e encaminhamentos feitos judicialmente, conforme normativas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) específicas para cada situação.

O acompanhamento é sistemático, extensivo às famílias dos adolescentes, com atendimentos individuais por psicólogo e educador social. O plano de ação contém objetivos e metas a serem alcançados durante o cumprimento da medida, levando em conta as necessidades e interesses de cada jovem.

Fonte: Assessoria/Prefeitura