Semana da Farmácia Unifipa traz o farmacêutico como agente no tratamento da ansiedade

Cerca de 115 participantes entre alunos e profissionais da área participaram da V Semana da Farmácia da Unifipa. O evento, que aconteceu de 30/10 a 1º/11 no campus sede da instituição, trouxe como tema central a ‘Multidisciplinaridade no cuidado da ansiedade: um olhar farmacêutico’, demostrando através das atividades a importância do trabalho do farmacêutico junto aos outros profissionais da saúde no cuidado e tratamento da ansiedade.

Palestrantes e especialistas do campo farmacológico discutiram as causas e bases neurológicas da ansiedade, bem como os medicamentos e suas manipulações que tratam a doença. “Procuramos demonstrar a competência e comprometimento do profissional farmacêutico na gestão dos aspectos farmacológicos da ansiedade. O profissional desempenha papel fundamental na promoção da saúde mental e no bem-estar dos pacientes, fortalecendo a importância de sua atuação junto a outros profissionais da saúde”, destacou a coordenadora do curso de Farmácia da Unifipa, Profa. Ma. Roberta Zancheta Viola.

No primeiro dia do evento foram ministradas as palestras ‘As bases neurobiológicas da ansiedade e medicamentos’, pela médica da família e especialista em saúde mental Dra. Michele Peres Moraes. Em seguida, a farmacêutica Roberta Porto falou sobre a ‘Importância da triagem farmacêutica e a prática da auriculoterapia na ansiedade’.

O tema central foi abordado no segundo dia com realização de mesa redonda falando das formas e terapias alternativas, saúde mental e nutrição que auxiliam no processo de cura. Os profissionais convidados foram Eliane Zeni Orlando, farmacêutica especialista em Homeopatia e Florais de Bach; Juliana Cristina Banhos, psicóloga especialista em saúde mental; Larissa Francielli de Souza, farmacêutica supervisora de Assistência Municipal da Atenção Primaria à Saúde; Renata Melhado, nutricionista especialista em nutrição clínica e ortomolecular.

No encerramento, 1º de outubro, aconteceram os minicursos organizados pelos docentes. Temas inéditos colocaram os participantes em contato prático com normas e procedimentos que capacitam o profissional de farmácia. A farmacêutica e docente Dra. Sheila Freitas ensinou os ‘Conceitos básicos e práticas para aplicação de injetáveis’; a Profa. Dra Jussara Sperandio abordou as ‘Práticas de Primeiros Socorros’; falando sobre ‘Semiologia Farmacêutica’, o Prof. Me. Luiz Ricardo Pero Vecchia; ‘Manipulação de formulações farmacêuticas para ansiedade’, com o Prof. Me. Luiz Fabiano de Lemos Marcolin; e a ‘Atuação dos fármacos no desenvolvimento embrionário’, ficou por conta do Prof. Dr. Lucas Possebon.

Ao final das atividades a coordenadora do curso diz ter atingido o objetivo. “Organizamos esta Semana com muito amor e competência. Acredito que, através dos relatos e trocas de experiências dos profissionais convidados, médicos, psicólogos e nutricionistas, ressaltamos a importância da atuação do farmacêutico para o resultado terapêutico e positivo do tema proposto. O farmacêutico tem muito a contribuir na melhoria da qualidade de vida dos pacientes com transtornos mentais, e vale destacar a importância da assistência e da atenção farmacêutica que tem como objetivo tratar não só do medicamento, mas do paciente como um todo”, finalizou Roberta.

Fotos: Comunicação FPA

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes