Selma Blair e Rachel McAdams revelam terem sido assediadas pelo cineasta James Toback

Yahoo Vida e Estilo Diego Olivares,Yahoo Vida e Estilo 

A cada dia, mais mulheres de Hollywood tem vindo a público compartilhar situações de assédio sexual que enfrentaram ao longo da carreira. Nesta quinta-feira foi a vez das atrizes Selma Blair (‘Segundas Intenções’ e ‘Hellboy’) e Rachel McAdams (‘Spotlight’ e ‘Diário de Uma Paixão’) contarem que foram vítima de situações do tipo, em encontros com o cineasta James Toback, recentemente acusado de conduta imprópria por mais de 200 mulheres da indústria cinematográfica.

Em entrevista à revista Vanity Fair, as duas descreveram em detalhes suas experiências traumáticas. “Contra o meu melhor julgamento, aceitei ir até o quarto de hotel de Toback para encontrá-lo para discutir um papel em um filme”, contou Selma, relembrando um caso acontecido em 1999.

“Ele me disse que era uma incrível atriz, mas não tinha confiança. Ele disse que poderia mandar matar meus pais se eu quisesse – eu estava brigada com eles na época. Ele me disse para me despir e praticar um monólogo, para ele ‘me treinar’. Ele começou a esfregar sua região genital e me perguntou se eu queria ‘f*der com ele’”, acrescentou.

Rachel passou por algo semelhante, na mesma época, quando tinha 21 anos. “Quando cheguei à reunião, ele imediatamente me disse que tinha se masturbado pensando em mim múltiplas vezes desde que viu meu teste de elenco”, relatou. “Ele foi ao banheiro e voltou um tempo depois, dizendo: ‘Acabei de me masturbar de novo pensando em você. Posso ver seus pelos pubianos?’. Eu disse não, é claro.”

O caso de Toback, diretor e roteirista que trabalhou em filmes como ‘Bugsy’ e ‘O Jogador’, veio na esteira das revelações sobre o produtor Harvey Weinstein, acusado de assédio por estrelas como Gwyneth Paltrow e Angelina Jolie. Toback vem negando as acusações.