Recanto Monsenhor Albino recebe orientações sobre doação de órgãos

Na última terça-feira, 12 de setembro, os colaboradores do Recanto Monsenhor Albino receberam a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) da Fundação Padre Albino para palestra esclarecedora sobre a relevância da doação de órgãos e tecidos. A iniciativa foi promovida em conjunto com a enfermeira responsável pelo Serviço de Enfermagem do Recanto, Juliana Fachim, e se insere nas atividades do Setembro Verde, mês que comemora o Dia Nacional da Doação de Órgãos (27 de setembro).

O palestrante foi o enfermeiro coordenador da Comissão, Carlos Mancini Gomes, que ressaltou a importância de manifestar o desejo de doar órgãos ainda em vida. Ele explica que, embora a decisão efetiva de doação caiba aos familiares e parentes próximos, expressar essa vontade é fundamental para facilitar o processo e salvar vidas.

Juliana Fachim comentou sobre o impacto das orientações dadas na palestra. “Depois dessas orientações, acredito que todos estamos mais tranquilos em relação ao ato de autorizar a retirada e doação de órgãos que podem salvar vidas de tantas pessoas. A perda de um ente querido é momento de dor, mas pode transformar em alegria e solidariedade”, salientou a enfermeira.

A CIHDOTT desempenha crucial trabalho de orientação aos familiares nos hospitais da Fundação Padre Albino, contribuindo para a sensibilização da sociedade sobre a doação de órgãos. Somente neste ano, a Comissão já efetivou nove captações de múltiplos órgãos nos hospitais Padre Albino e Emílio Carlos, demonstrando o impacto positivo dessa iniciativa na vida de muitas pessoas que aguardam ansiosamente por um transplante.

“O evento no Recanto Monsenhor Albino foi mais um passo importante na conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos, destacando que o ato de doar pode proporcionar uma segunda chance de vida a alguém que enfrenta uma doença grave. O Setembro Verde continua lembrar a todos da importância desse gesto solidário, que pode transformar momentos de tristeza em oportunidades de esperança e recomeço”, alertou o coordenador Carlos Gomes.

Fotos: Divulgação

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes