Radioterapia do HCC é habilitada pelo Ministério da Saúde

Dois anos e sete meses após o início de funcionamento (14/8/2019), o Serviço de Radioterapia do Hospital de Câncer (HCC) de Catanduva foi habilitado pelo Ministério da Saúde. A Portaria 608, de 23/3/2022, foi publicada no Diário Oficial da União neste dia 28/3/2022. A inauguração oficial, com a presença do governador João Doria, ocorreu em 14/09/2019.

Em 2021 o Serviço de Radioterapia do HCC registrou 4.466 atendimentos, 6.100 sessões de radioterapia, 405 exames de tomografia em 322 pacientes de Catanduva e região.

O Serviço de Radioterapia do HCC está instalado no Hospital Emílio Carlos.

O presidente da Diretoria Executiva, Reginaldo Donizeti Lopes, comemorou a habilitação, pois a Fundação Padre Albino (FPA) passa, agora, a receber pelos tratamentos SUS que desde o início do funcionamento da Radioterapia eram custeados com recursos próprios, de doações, de campanhas realizadas pela entidade e por voluntários e, eventualmente, verbas da Secretaria de Estado da Saúde e de parlamentares. “A Fundação achou injusto a Radioterapia pronta não atender aos pacientes que, assim, não mais precisaram deslocar-se para outras cidades para o tratamento”, disse Reginaldo. “Por isso a decisão foi iniciar o atendimento imediato”, completou.

Reginaldo ressalta que como todos os hospitais especializados em oncologia e que atendem usuários do SUS, a habilitação não acabará com o déficit. “Precisamos continuar contando com o apoio que temos recebido através de doações e campanhas regulares e constantes de captação de recursos para nos ajudar a custear esse importante serviço oferecido à população”, salienta ele, lembrando que o HCC atende pacientes de Catanduva e de 18 municípios da microrregião.

“A colaboração da população de Catanduva e região, através de doações e participação nos eventos, dos voluntários, da imprensa e das mídias sociais foram fundamentais para a manutenção do atendimento neste período”, afirma Reginaldo Lopes.

Desde a inauguração, a Fundação Padre Albino enviou ofícios ao ministro da Saúde, presidente da República, deputados federais e estaduais, prefeitos, ex-parlamentares e empresários com acesso a parlamentares solicitando a habilitação e/ou ajuda para isso. “A Fundação agradece a todos os que nos apoiaram”, disse a diretora de Saúde e Assistência Social, Renata Rocha Bugatti.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes