Projeto Guri faz show com manifestações culturais de Barretos

O Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – promove a Tarde de Tradições Culturais, no dia 15 de junho, das 14h às 17h, no Teatro Jorge Andrade UNIFEB, em Barretos. O evento prevê a apresentação de alunos de Catira e coral do Polo Barretos, juntamente com o Grupo de Referência (GR) de Franca – Camerata de Cordas Dedilhadas.

Gratuita e aberto ao público, a Tarde de Tradições resgata uma manifestação histórica da região, a Catira, e trará as crianças do polo Barretos dançando a música Pagode em Brasília. Em seguida, os alunos do GR apresentarão as faixas Escravos de Jó, Pouti-Pourri de Pagodes, Qui Nem Jiló, Pedacinhos do Céu, A Chamada e Pablo.

Com o objetivo de integrar o Projeto Guri com outras manifestações culturais locais, a apresentação contará também com os grupos Folia de Reis Sagrada Família e Grupo Olimpiense de Danças Parafolclóricas.

SERVIÇO: Tarde de Tradições Culturais
Quando: dia 15 de junho
Horário: das 14h às 17h
Local: Teatro Jorge Andrade UNIFEB
Endereço: Pedro Cavalini, Barretos
Entrada gratuita e aberta ao público

Grupo de Referência de Franca – Camerata de Cordas Dedilhadas
O grupo foi criado em 2012 com a proposta de unir violão, cavaco e viola caipira. Partindo de um conceito ecologicamente sustentável, em 2013, a camerata foi escolhida para constituir a “Orquestra Verde” do Guri, com instrumentos da Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (OELA), com madeira maciça certificada pela Forest Stewardship Council (FSC), organização criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo. A camerata já tocou ao lado de Ivan Vilela e Alessandro Penezzi. Em 2014 foi escolhida para integrar o espetáculo Lendas Amazônicas, apresentado em vários espaços e gravado em DVD.

Parceiros locais: Prefeitura Municipal de Barretos.

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias; CTG Brasil; VISA; VALGROUP; Supermercados Tauste; AES Tietê; Microsoft; WestRock; Novelis; Usina Colorado; Banco Votorantim; Capuani do Brasil; Caterpillar; Grupo Maringá; Pinheiro Neto; EMS; Sky; Magazine Luiza; Mercedes-Benz; ASTA; Catho; CODESP; Raízen; Arteris; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Hasbro.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 710 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Fonte: Máquina Cohn & Wolfe