Produtividade da cana cresce 21,5% nesta safra, diz CTC

Os canaviais colhidos no mês de outubro na região Centro-Sul alcançaram 77,3 toneladas por hectare, produtividade 14,5% superior à registrada na safra passada (67,5 t/ha).

No acumulado da safra, a produtividade registra crescimento próximo a 21,5% (89,3 t/ha nesta safra, contra 73,5 t/ha em 2022/23). Os dados são do Boletim “De Olho na Safra”, elaborado pelo CTC.

Os maiores crescimentos da produtividade nesta safra foram observados em Araçatuba (38,6%), Piracicaba (27,2%) e São José do Rio Preto (26,6%).

A qualidade da matéria prima (ATR) colhida no mês de outubro superou a média da safra anterior (141,3 kg/tc na safra passada contra 143,5 kg/tc nesta safra). No acumulado, os valores ficam praticamente iguais na média para o Centro-sul, sendo de 137,4 kg/tc da safra 2022/23 e 137,1 kg/tc na safra atual.

A maioria das regiões, com exceção dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul e das regiões de Assis e Araçatuba, está com variações de ATR inferiores quando comparados com 2022/23.

Sobre o CTC

O CTC – Centro de Tecnologia Canavieira é uma empresa de biotecnologia e inovação, líder global em ciência da cana-de-açúcar. Tem um dos maiores bancos de germoplasma de cana-de-açúcar do mundo, com mais de 4 mil variedades. Nos laboratórios em Piracicaba (SP) e Saint-Louis (Missouri-EUA), as equipes de cientistas desenvolvem trabalhos de ponta em melhoramento e engenharia genética. O portfólio da companhia reúne variedades de cana de alta produtividade e resistentes a pragas.

Criado em 1969, CTC contribuiu nestes 50 anos de história para o avanço tecnológico do agronegócio nacional e a competitividade do setor sucroenergético, levando o Brasil à liderança mundial do setor, aumentando a produtividade para atendimento da demanda mundial de açúcar, proporcionando visibilidade ao etanol como um dos mais importantes biocombustíveis do mundo e a cogeração através do processamento da palha da cana (bioeletricidade).

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes