Procon-SP apura queda de 1,49% na cesta básica mensal de agosto na cidade de São Paulo

Pesquisa mensal do Procon-SP em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), identificou queda de 1,49% no valor da cesta básica do paulistano. O preço médio que em 31 de julho era de R$ 1.212, 82, passou para R$ 1.194,79 em 31 de agosto.

Todos os grupos de produtos apresentaram variação negativa: Limpeza, -5,12%; Alimentação, -1,36% e Higiene Pessoal, -0,04%. Com isso, a variação no ano é de -4,19% (base: dezembro/2022) e nos últimos doze meses de -4,67% (base: agosto/22).

Os produtos que mais aumentaram de preço neste mês foram:

– pão de forma (500g) +3,39%

– creme dental (tubo 90g) +3,17%

– extrato de tomate (340/350g) +3,01%

– frango resfriado inteiro (kg) +1,91%

– linguiça fresca (kg) +1,60%

E os que tiveram maior redução foram:

– batata (kg) -15,61%

– sabão em pó (kg) -8,22%

– feijão carioquinha (kg) -6,90%

– cebola (kg) -5,58%

– farinha de trigo (kg) -4,64%

Dos 39 produtos pesquisados na variação mensal, 27 diminuíram e 12 apresentaram alta de preço.

Variação anual

A pesquisa realizada regularmente pelo Procon-SP e Dieese aponta ainda que de agosto do ano passado – quando o custo da cesta era de R$ 1.253,29 – para agosto desse ano, houve queda de -4,67%. Os três itens com maior variação negativa anual foram: óleo de soja 900ml (-35,52%), leite UHT litro (-24,50%) e frango resfriado inteiro kg (-23,72%).

Veja aqui a pesquisa completa

Assessoria de Imprensa | Procon-SP

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes