Prefeitura fortalece ações contra exploração sexual de crianças e adolescentes com a ‘Campanha Faça Bonito’

A Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realiza a Campanha “Faça Bonito” de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Com essa proposta, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) desenvolve, ao longo desta semana, uma série de atividades de conscientização. A programação teve início com reunião entre especialistas sobre a temática. No encontro, foram abordados tópicos referentes à adequação do fluxo de atendimento às vítimas.

A ação tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para a importância da prevenção e do enfrentamento à questão da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes. Por conta da pandemia da covid-19, as intervenções estão reformuladas para o virtual. No entanto, vídeos e folders estarão de forma maciça nas redes sociais e plataformas oficiais da prefeitura, além de reuniões remotas. “Estes recursos serão disponibilizados para as Escolas Municipais, Estaduais, e OSC’s (Organizações das Sociedades Civis) que desenvolvem projetos voltados a este seguimento, onde a temática será desenvolvida com crianças, adolescentes e suas famílias no decorrer deste mês de maio. Também estes recursos serão disponibilizados para os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e suas famílias atendidas no CREAS”, reforça a secretária municipal de assistência social Marcela Alvares.

De acordo com Marcela, os vídeos para orientações serão exibidos em dois formatos: um com orientações da equipe técnica do CREAS quanto as formas de violência e os eixos que norteiam a violência sexual contra crianças e adolescentes, e após a exibição da Peça Teatral “MEGA”. Adaptação desenvolvida, a partir de situações que foram identificadas pela equipe técnica do CREAS que presta atendimento ao seguimento.

“A peça apresenta uma abordagem lúdica e prazerosa para que a criança e o adolescente observa o conteúdo de forma natural. Um outro vídeo onde será exibido os tipos de violência sexual, suas formas, os sinais associados a esta violência, os riscos existentes na redes sociais, alerta a criança e o adolescentes quanto as situações que poderão ocorrer no cotidiano, bem como os canais para as denúncias”, aponta Marcela.

Todo o material didático, tais como, os jornais socioeducativos serão distribuídos para as famílias que frequentam os serviços dos CRAS; CREAS, Centro POP e Conselho Tutelar, além de serem distribuídos para a Rede de Ensino Municipal e Estadual com o intuito de contribuir na questão relacionada à prevenção de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes