Pedagogia Unifipa, em evento, comemora o Dia Nacional do Surdo

No dia 26 de setembro, o curso de Pedagogia da UNIFIPA realizou evento em comemoração ao Dia Nacional do Surdo com atividades acadêmicas e culturais. O encontro teve a participação de docentes, alunos e egressos e teve por objetivo promover o diálogo sobre a temática da surdez e da língua de sinais, embasado nas legislações vigentes, dentre elas a Lei nº 10.436/2.002, marco importante para a comunidade surda brasileira ao reconhecer a Língua Brasileira de Sinais/Libras como meio legal de comunicação e expressão e determinar o apoio na sua difusão e uso pelo poder público.

O mês de setembro é especial para a comunidade surda e ficou conhecido como “Setembro Azul”. Internacionalmente, o dia é comemorado em 30 de setembro e a data é referência à triste lembrança do Congresso de Milão que, em 1880, determinou a proibição do uso da língua de sinais na educação dos surdos em todo o mundo. No Brasil, o Dia Nacional do Surdo é celebrado em 26 de setembro e a data tem outro significado, marcando as lutas e conquistas, principalmente, no que se refere aos direitos linguísticos e culturais.

As egressas Ana Carolina Guedes da Silva e Gabriela Guerra Pereira apresentaram os resultados da pesquisa “O estudante surdo nos anos iniciais do Ensino Fundamental: um olhar docente” realizada como atividade de pesquisa de Trabalho de Conclusão de Curso/TCC, orientadas pela Profa. Me. Lidiane Augusta Ferrari Botteon e que gerou o artigo científico publicado na Revista Interciência, do IMES Catanduva, V.1, nº 9, julho 2022. O evento contou com a participação de Felipe de Souza Monterossi, surdo e estudante do curso de Engenharia de Automação no Instituto Federal de Catanduva-SP, que relatou sua experiência com o som, sua trajetória de comunicação e educacional, enfatizando que foi oralizado e somente com quatorze anos teve contato com a Língua de Sinais.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes