Peça online ‘Refugo’, da Cia. Beradeiro, faz últimas sessões

A Cia. Beradeiro, de São José do Rio Preto/SP, faz nesta quarta e quinta-feira, dias 29 e 30 de dezembro, as últimas sessões da temporada de estreia da peça online “Refugo”, livremente inspirada na obra “Fuge”, da inglesa Abi Morgan, e que propõe reflexões em torno de um dos grandes dramas contemporâneos, a partir da história de um grupo de crianças e adolescentes que se encontra em um abrigo: as crises migratórias.

As sessões são gratuitas, às 19h, no canal do YouTube de dois coletivos artísticos parceiros: a Cênica (São José do Rio Preto) e o grupo Os Geraldos (Campinas). “Refugo” conta com direção de Fabiano Amigucci e provocação de Fagner Rodrigues e é fruto de orientação artística realizada por artistas da Cênica junto ao grupo, iniciada em 2019.

A programação envolve ainda duas rodas de conversa depois das exibições, ambas às 20h, via Zoom. Na quarta, o bate-papo será a respeito do espetáculo, sua criação e sua temática, com o elenco e artistas orientadores da Cênica. Já na quinta, o tema será a formação de grupos independentes no interior, com o artista convidado Douglas Novais (Os Geraldos). Os links das exibições e dos bate-papos serão disponibilizados no https://linktr.ee/ciaberadeiro, que também pode ser acessado por meio da bio da Beradeiro no Instagram (@cia.beradeiro).

O texto original acompanha o personagem Kojo, que em seu aniversário de 11 anos vê sua família ser morta em meio à guerra civil e aos 14 anos é mandado para um abrigo de crianças refugiadas. Na terra que representa esperança, ele encontra Ara e Cheung, também órfãos, e juntos contam suas histórias de infância perdida. Um assassinato é cometido por uma criança que todos consideram um homem e Kojo é expulso do abrigo.

A montagem cria conexões entre a realidade brasileira e a mundial e apresenta diversos dilemas que envolvem as personagens a níveis individuais e coletivos. No elenco criador do espetáculo estão Christina Martins, Daiane Souza, David Balt, Deivison Miranda, Esmeraldina Reis, Ester Carvalho, Gael Camillo, Giovana de Paula, Jessica Paladino, Nathalia Navarro, Suria Amanda, Vera Gama e Vladimir Banhara.

“Através do trabalho de pesquisa das personagens em suas trajetórias, buscamos encontrar dados e histórias que conversem com a realidade de refugiados no mundo todo, criando a gênese e dando vida às individualidades de cada figura apresentada”, pontua o grupo. Para os integrantes da Beradeiro, pensar sobre a situação de pessoas em refúgio é igualmente “pensar na condição humana e sua relação com o meio, condição essa que transpõe os limites de classe, credo, gênero ou posição política. Pensar sobre as condições básicas da vida humana é responsabilidade coletiva e mundial”.

O projeto é viabilizado pelo Edital de produção e temporada de espetáculo online do ProAC LAB/Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura.

Sobre a companhia

A Cia. Beradeiro foi criada em 2018 por alunos do Núcleo de Pesquisa Cênica, projeto desenvolvido pela Cênica em São José do Rio Preto. Seu primeiro espetáculo foi “Vereda da Salvação” (2019), resultado da pesquisa iniciada dentro do Núcleo sobre o realismo poético de Jorge Andrade (1922-1984) e sobre os aspectos fundamentalmente coletivos e sociais dessa obra. “Refugo” é sua segunda montagem.

SINOPSE

O termo Refugo é utilizado como gíria para indivíduos em situação de refúgio, que por motivos de opressão política ou catástrofe natural solicitam asilo e residência em países estrangeiros. A trama se dá por meio de crianças e adolescentes que se encontram em um abrigo; variados dilemas os envolvem a níveis individuais e coletivos. Personagens e atores se mesclam em meio às narrativas, que se apresentam repletas de conflitos e comunicabilidade. Políticas públicas falhas, negligência, violência, abuso, opressão e união, são algumas das palavras que permeiam este cenário. Um teatro épico, fantasioso, realista, político, trágico e cômico a levar a refletir e nos questionarmos: o que é ser um estranho em terras estrangeiras? Como são vistos, tratados e acolhidos? E o que é ser uma criança ou adolescente a meio a este contexto?

FICHA TÉCNICA

Texto: Adaptação livre a partir da obra “Fuge” de Abi Morgan

Elenco criador: Christina Martins, Daiane Souza, David Balt, Deivison Miranda, Esmeraldina Reis, Ester Carvalho, Gael Camillo, Giovana de Paula, Jessica Paladino, Nathalia Navarro, Suria Amanda, Vera Gama e Vladimir Banhara.

Direção: Fabiano Amigucci

Provocação: Fagner Rodrigues

Edição de vídeo: Guilherme Di Curzio

Trilha sonora: Deep Leaks

Captação e operação de som: Luis Fernando Lopes e Guilherme Di Curzio

Técnico de luz: Luis Fernando Lopes

Figurino: Fabiano Amigucci

Adereços: Leonardo Bauab

Assessoria de imprensa: Graziela Delalibera

Produção geral: Cia. Beradeiro

Apoio: Cia. Cênica e Abaeté Produtora

SERVIÇO

REFUGO – Online, com a Cia. Beradeiro

Últimas sessões: quarta e quinta, 29 e 30/12, 19h, no YouTube. 60 minutos. 12 anos.

Rodas de discussão: quarta (processo de criação do espetáculo e sua temática, com o elenco e artistas orientadores da Cênica) e quinta (formação de grupos independentes no interior, com Douglas Novais (Os Geraldos), 20h, via Zoom.

Links das exibições e das conversas disponíveis no https://linktr.ee/ciaberadeiro

Gratuito

Fonte: Assessora de imprensa/Graziela Delalibera

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes