Outubro: vozes femininas no Sesc Catanduva

A programação musical do Sesc Catanduva segue com seus programas fixos; o Quintas do Sesc traz diversos novidades, sempre às quintas, passando por todos os ritmos; o No Ponteio da Viola, traz música de raiz sempre nas manhãs do último domingo do mês, e Som da Casa, um espaço para os artistas locais se apresentarem e mostrarem seu talento, também sempre no último domingo do mês, à tarde. Além desses, uma programação de terceira idade também entra na grade musical: é o Trilha Sonora, que incentiva a convivência intergeracional e proporciona momentos de resgate da memória afetiva, por meio da música e da dança.

Outubro começa com vozes femininas no Quintas do Sesc, no dia 5, a cantora Anná Furtado, 22 anos, cantora, compositora e percussionista vinda de Mococa (interior de São Paulo) se apresenta no Sesc Catanduva gratuitamente. Ela lança agora seu primeiro EP “Pesada”, financiado coletivamente através da plataforma catarse. Foram arrecadados mais de sete mil reais para a produção do EP, que contém quatro músicas autorais – algumas em parceria com o diretor musical Samuel da Silva – e têm como grande característica a quebra e mistura de ritmos, além da temática feminista e as questões voltadas às imposições estéticas vigentes na sociedade. As quatro músicas abordam temas sociais, ora sutil, ora escancaradamente, e apresentam muitos ritmos diferentes, como maculelê, baião, e polca. O álbum reflete a grande variedade de influências musicais paulistanas em um experimentalismo sutil, que vai desde o Brasil profundo, do baião, dos jongos e até arrochas, às influências latinas e internacionais, como o reggae. A cantora tem como referências musicais: o experimentalismo nacional de Tom Zé, André Abujamra (Karnak, Mulheres Negras), Itamar Assumpção e Metá Metá; a percussão afro-brasileira e o samba ‘de raiz’, com Ivone Lara, Clara Nunes e Candeia; e águas internacionais, com Pink Floyd, Manu Chao, Beatles e Edith Piaff.

A segunda mulher a se apresentar no Quintas é a cantora Isadora Canto, no dia 12 de outubro, na programação especial voltada para as crianças. Isadora encanta pais e crianças, com suas canções especialmente voltadas para os momentos da maternidade e para o desenvolvimento infantil. A cantora tem uma ligação muito forte com assuntos relacionados a gestação, bebês e maternidade. Carioca, filha de um pianista popular, cresceu ouvindo e cantando bossa nova, jazz e samba.

Na gestação do seu primeiro filho trabalhou bastante, cantando no estilo voz e violão, e foi nesta ocasião que notou que havia um diálogo, uma troca muito forte entre mãe e filho. Isadora começou a estudar a importância da música e da voz cantada durante a gestação e, em 2005 fundou o Projeto Acalanto de vivência musical para gestantes. Seu CD “Vida de Bebê” já atingiu 15.000 cópias vendidas e em 2007 foi indicado ao Grammy Latino na categoria melhor CD de música infantil .
Ana Julia se apresenta no dia 19. A cantora e compositora paulista lança seu primeiro álbum e comemorará a parceria com seu pai Kiko Zambianchi. Dona de uma voz suave, traz junto com sua banda o gingado de um samba antigo embalada em um acorde maior. Em 2016 gravou “Só vivo de noite”, música inédita de Adoniran Barbosa cantada em duo com seu pai, Kiko Zambianchi e produzida por Lucas Mayer para o disco “Se assoprar posso acender de novo”.

No dia 25, dentro da nova proposta musical voltada para o público de terceira idade, o Trilha Sonora, chega a banda Doce Veneno, que canta trilhas de novelas nacionais. A história da banda começa nos anos 70, com o maestro Paris Muccillo. O repertório da banda é rico e vasto, tocam músicas instrumentais, para jovens, italianas, caribeñas, MPB, sertanejas, raízes, forrós, axés, pagodes, sambas, músicas de carnaval, tradicionais, frevos, sambas enredo, e rock nacional e internacional.

A voz poderosa da cantora Sandra de Sá é o grande destaque do mês de outubro. A cantora se apresenta dia 27, sexta, as vendas dos ingressos começam dia 17 online, e dia 18 nas bilheterias de todos as unidade do Sesc em São Paulo. O show, intitulado “Baculêju da De Sá”, é uma verdadeira roda de groove. O projeto teve inicio com Sandra De Sá e convidados, há 5 anos. São ritmos e estilos que se unem durante encontros entre amigos, e deste formato nasceu o show.
No Ponteio da Viola traz o músico rio-pretense Enúbio Queiroz, violeiro, cantor e compositor, é um dos mais talentosos violeiros do Brasil, reconhecido internacionalmente e dono de técnicas inigualáveis. Em seu show, entre prosas e contos, faz uma celebração à cultura caipira através da viola, seja tocando com o cotovelo, com o queixo, apenas com a mão esquerda ou nas costas; e apresenta um repertório que percorre o mundo, do Paraguai à Itália, passando pela guarânia, valsa, bolero e choro-maxixe, entre outros ritmos.
Para encerrar a programação musical de outubro, a voz delicada e doce de Marielen Pereira. Cantando profissionalmente desde 2014 se apresentando em várias cidades do interior paulista tais como, Catanduva, São José do Rio Preto e Araraquara, Marielen busca levar a essência da música brasileira para novos palcos, novos horizontes e encantar o público. Seus estilos preferidos são a bossa, o samba de raiz e a MPB, nova e a clássica. Suas maiores influências são: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, João Gilberto, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Maria Bethânia, Gal Costa, Milton Nascimento, Marisa Monte, Nana Caymmi. O projeto “Marielen Canta Brasilidades” traz a releitura de grandes sucessos do samba e da bossa nova, resgatando a incrível interação rítmica, harmônica e melódica desses dois estilos musicais originalmente brasileiros. O público poderá se deliciar com canções contemporâneas de artistas como Marisa Monte e Roberta Sá, além dos clássicos da bossa nova nas canções de Tom e Vinicius. A ideia é trazer toda essa musicalidade que faz parte da identidade cultural do brasileiro, permitindo ao público reviver tempos áureos e atuais enraizados na alma do brasileiro, com sucesso de ontem, hoje e sempre.

PROGRAMAÇÃO

QUINTAS DO SESC – Especial Vozes Femininas
Anná Furtado – Anná, 22 anos, é cantora, compositora e percussionista vinda de Mococa (interior de São Paulo). Ela lança agora seu primeiro EP “Pesada”, financiado coletivamente através da plataforma Catarse. O álbum contém quatro músicas autorais – algumas em parceria com o diretor musical Samuel da Silva – e têm como grande característica a quebra e mistura de ritmos, além da temática feminista e dos temas relacionados às imposições estéticas femininas atuais. As quatro músicas abordam temas sociais, ora sutil, ora escancaradamente, e apresentam muitos ritmos diferentes, como maculelê, baião e polca.
Dia 5, quinta, às 20h15 | Quiosque I Grátis I Classificação: 12 anos. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

Isadora Canto – Isadora Canto concorreu ao Grammy de melhor CD de música infantil em 2007 por ” Vida de Bebê “, um disco que canta o vínculo de amor entre a mãe e filho desde a gestação até às primeiras experiências pós-nascimento. No ano passado, Isadora deu continuidade ao projeto com ” Vida de Criança” , uma homenagem aos pequeninos que saíram das barrigas das mães e tomaram conta do mundo com suas descobertas e deslumbramentos… No disco, Isadora conta com participação de Tulipa Ruiz e Paulo Tatit. As composições são suas com a participação do parceiro de composições Márcio Arantes, que também é produtor do disco. Mãe desde os vinte anos, Isadora cresceu cercada por música e natureza, criando assim a combinação que desencadeia os temas das suas músicas: a maternidade e a opção de deixar as crianças crescerem de maneira mais orgânica, sem bombardeios da indústria.
Dia 12, quinta, às 15h | Quiosque I Grátis I Classificação: Livre. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

Ana Júlia – Ana Julia, 26 anos, é cantora e compositora paulista. A voz suave traz, junto com seu violão, a tristeza de um samba antigo embalada em um acorde maior. Sua principal referência musical é a brasileira, com sua mistura e miscigenação da fossa ao samba, das décadas de ouro às batucadas de lata, do rock ao rap, buscando assim uma sonoridade autêntica e contemporânea.
Dia 19 quinta, às 20h15 | Quiosque I Grátis I Classificação: 12 anos. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

TRILHA SONORA
Banda Doce Veneno – Incentivar a convivência intergeracional e proporcionar momentos de resgate da memória afetiva, por meio tanto da música quanto da dança. A banda Doce Veneno canta temas nacionais de novelas que marcaram época.
Dia 25, quarta, às 20h | Quiosque | Grátis | Classificação: Livre I Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

SHOW ESPECIAL

Sandra de Sá – O mais recente projeto da artista é o “Baculêju”, e teve inicio em casa, com a sua banda, no qual despretensiosamente experimentava vários ritmos e vertentes. A ideia deu tão certo que resolveu dividir com os amigos e com seu público esse momento mágico,levando para os palcos uma brincadeira gostosa; desse caldeirão musical nasce assim o “Baculêju da De Sá”, uma roda de groove. O Baculêju da De Sá é um ritual materializado em sarau, onde várias artes e estilos musicais se misturam. O novo formato do Baculêju da de Sá vem trazendo novos artistas de importante relevância cultural.
Dia 27, sexta, às 20h30 | Quadra Coberta I R$ 20,00 (demais interessados) R$ 10,00 (aposentados, +60 anos, portadores de deficiência, servidores de escolas públicas, estudantes ), R$ 6,00 (credencial plena). I Classificação: 12 anos. Venda de ingressos limitada a 4 por CPF , online a partir de 17, depois das 18h. Venda nas unidades a partir do dia 18, depois das 18h. A entrada de menores de 12 anos será permitida apenas se acompanhados do responsável legal, com documentação oficial do menor e do responsável.

NO PONTEIO DA VIOLA
Enúbio Queiroz – Violeiro, cantor e compositor, Enúbio Queiroz é um dos mais talentosos violeiros do Brasil, reconhecido internacionalmente e dono de técnicas inigualáveis. Em seu show, entre prosas e contos, faz uma celebração à cultura caipira através da viola, seja tocando com o cotovelo, com o queixo, apenas com a mão esquerda ou nas costas; e apresenta um repertório que percorre o mundo, do Paraguai à Itália, passando por ritmos como pela guarânia, valsa, bolero e choro-maxixe, entre outros ritmos.
Dia 29, domingo, às 10h30 | Quiosque I Grátis I Classificação: Livre. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

SOM DA CASA
Marielen Pereira – Releitura de grandes sucessos do samba e da bossa nova, resgatando a incrível interação rítmica, harmônica e melódica desses dois estilos musicais originalmente brasileiros, na voz de Marielen. Canções contemporâneas de artistas como Marisa Monte e Roberta Sá, além dos clássicos da bossa nova nas canções de Tom e Vinicius. O projeto foi estruturado a fim de trazer toda essa musicalidade que faz parte da nossa identidade cultural, permitindo ao público reviver tempos áureos e atuais enraizados na alma do brasileiro, com sucesso de ontem, hoje e sempre.
Dia 29, domingo, às 16h | Quiosque I Grátis I Classificação: Livre. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

SERVIÇO

Programação Musical
Período: Outubro/2017
Local: Sesc Catanduva

Sesc Catanduva
Praça Felício Tonello, 228 – Vila Rodrigues – Catanduva – SP – (17) 3524-9200
www.sescsp.org.br/catanduva
O Sesc – Serviço Social do Comércio é uma instituição de caráter privado, de âmbito nacional, criada em 1946 por iniciativa do empresariado do comércio e serviços, que a mantém e administra. Sua finalidade é a promoção do bem-estar social, a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento cultural de seu público prioritário e comunidade em geral.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Sesc Catanduva