Os bastidores vão para os holofotes no debate deste sábado do Fissura Criativa

A arte está muito além daquilo que os olhos veem. Para que o resultado final chegue ao público, o trabalho daqueles que estão nos bastidores é fundamental. Sem uma equipe técnica de qualidade, preparada para transformar a imaginação em realidade, os projetos nunca sairiam do campo da ideia.

E são esses profissionais que vivem por trás dos palcos que vão para os holofotes neste sábado, 3 de abril, em mais uma edição do Festival Fissura Criativa. O encontro virtual, com o tema “A Arte Invisível: Tecnicamente Falando”, será a partir das 11h, com transmissão ao vivo pelo Youtube da casa de criar – escritório de arte, que realiza o festival em parceria com o poeCity – duas plataformas criativas sediadas em São José do Rio Preto (SP).

O mediador do debate, juny kp!, fundador da casa de criar e curador do festival, recebe o ator e iluminador Luis Fernando Lopes, o técnico de som Marcelo Di Giuli e o ator e diretor Alexandre Manchini para debater sobre suas especificidades, curiosidades e o permanente diálogo necessário para que toda a magia aconteça.

Na conversa, os quatro vão debater o processo de criação da arte do ponto de vista técnico. Luz, sonoplastia, cenário, figurino, todas as etapas e elementos que, como um quebra-cabeças, vão se unindo e montando o que será o resultado final apreciado pelo público.

Para assistir ao encontro, basta acessar o link http://bit.ly/fissura-criativa_a-arte-invisivel e definir o lembrete para ser lembrado no dia e hora do bate-papo.

Fissura Criativa

Diferentes áreas de atuação dos profissionais criativos (como música, fotografia, design gráfico, dança, ilustração, tatuagem, artes cênicas, turismo, propaganda, gastronomia, arquitetura, urbanismo, grafismo indígena, letramento, graffiti, moda e economia criativa) serão abordadas nos debates do Fissura Criativas, todos eles mediados pelo artista visual juny kp!, fundador da casa de criar e curador do festival. Os encontros virtuais reúnem trabalhadoras e trabalhadores da criatividade como designers, fotógrafos, ilustradores, tatuadores, técnicos de som e luz, pesquisadores, empreendedores e artistas.

A comissão organizadora do Festival Fissura Criativa também é composta por Carolina Manzato (produtora artística), Wagner Orniz (produtor executivo) e João Gabriel Polizelli (produtor gráfico).

Durante o festival, os participantes são convidados a fazer intervenções gráficas e textuais no perfil do evento no Instagram (@fissuracriativa), em uma grande linear galeria de arte. Outra ação nessa mídia social, executada no mesmo período, é a chamada “Invasão de perfil”, em que usuários são convidados a postar na conta por um período combinado, por meio dos stories, sobre temas ligados à criatividade.

Perdeu algum dos encontros, deseja rever os debates ou quer saber a programação completa do festival? Basta acessar o site www.fissuracriativa.casadecriar.com.br.

Serviço:

Festival Fissura Criativa

Quando: até 24 de abril de 2021

Onde: encontros virtuais pelo YouTube da casa de criar. Exposição e intervenções digitais no perfil @fissuracriativa no Instagram

Realização: casa de criar e poeCity, através do Edital 06/2020 – Auxílio para Festivais de Culturas, da Lei Aldir Blanc

3 de abril de 2021

11h – A ARTE INVISÍVEL: TECNICAMENTE FALANDO

Encontro sobre o trabalho dos profissionais da área técnica que atuam atrás dos palcos. Luz, sonoplastia, cenário e figurino. Três profissionais da cidade debaterão sobre suas especificidades, curiosidades e o permanente diálogo necessário para que toda a magia aconteça. Com o ator e iluminador Luis Fernando Lopes, o técnico de som Marcelo Di Giuli e o ator e diretor Alexandre Manchini.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes