O fotógrafo soteropolitano Emmanuel Correia em NY

Texto: Vanessa Tonetto, Art Agent

Um viajante do mundo! É assim que definimos o fotógrafo soteropolitano Emmanuel Correia. Em uma de suas viagens, dormindo no deserto, registrou a beleza do alvorecer… mesmo sendo apaixonado por paisagens, o fotógrafo nos revela que, o que mais toca sua alma é extrair o retrato do ser humano. Em lugares proibidos Emmanuel se arrisca e registra o rosto e as mãos expressivas das mulheres trabalhadoras do Marrocos. Habitante da “Bahia de todos os Santos”, registrou o sincretismo religioso e a alegria do povo baiano mas, é o universo tão diferente e ao mesmo tempo tão igual de outros povos e outras culturas que o fascina. “Manu”, como é carinhosamente chamado pelo seu grupo de amigos fotógrafos é médico anestesiologista e a fotografia começou como uma forma de extravasar através da arte a pressão sob a responsabilidade dos batimentos cardíacos. Através dela, ele é quem fica anestesiado. Suas fotos são o resultado da sua sensibilidade ao retratar o “Ser” humano. Sempre bem humorado, o fotógrafo viaja por aí em busca de entender através do outro a tênue semelhança de tantas diferenças.

Emmanoel Correia participou com duas Fotografias em sua primeira exposição internacional na Art Expo New York 2019, convidado pelo experiente marchand e galerista  proprietário da Marcelo Neves Art Gallery, por indicação da sua Agente de Arte Vanessa Tonetto. Marcelo Neves participa em parceria, com seu grupo de artistas pré selecionados, com a Anjos Art Gallery em outras feiras anuais como o importante circuito de arte contemporânea que acontece em dezembro em Miami e outros eventos na Europa. A obra “Hands that adorn” fotografia impressa em papel algodão para fine art, teve excelente repercussão junto ao público durante sua estréia no evento e pode ser adquirida a partir de então na One Art Space, 23 warren street, New York-NY e em São Paulo, capital, em breve, na reabertura da Marcelo Neves Art Gallery.

Emmanoel Correia participou com duas Fotografias em sua primeira exposição internacional na Art Expo New York 2019

Em lugares proibidos Emmanuel se arrisca e registra o rosto e as mãos expressivas das mulheres trabalhadoras do Marrocos