‘O céu tá lá’ une dança, música e audiovisual em sessões gratuitas no YouTube

Experimento audiovisual de dança e música do Grupo Terra (São José do Rio Preto/SP) idealizado e interpretado pela bailarina Andrea Capelli e pelo cantor, compositor e poeta João Liossi, “O céu tá lá” estreia no dia 13 de novembro, sábado, e segue em curta temporada até o dia 18, quinta. As sessões são diárias, sempre às 21 horas, no YouTube.

No trabalho, sob direção de Fagner Rodrigues, as imagens, o movimento dos corpos e as canções servem à imaginação, à contemplação e também contam histórias. Nessa fusão de linguagens, Capelli cede seu timbre à música em duos com Liossi, que entrega seu corpo à dança.

A preparação antes das gravações levou quatro meses, período em que a dupla compartilhou intensamente suas experiências. As filmagens aconteceram em junho de 2021, em uma propriedade rural no município de Cardoso, onde uma equipe reduzida participou de uma vivência criativa. Atravessadas pelas paisagens, pelos movimentos do céu e inquietações provocadas pela imersão, as performances foram captadas em diferentes horários pelo olhar de Guilherme Di Curzio, diretor de fotografia. Esse mosaico que funde as imagens às canções de Liossi é costurado por haikais assinados por ele, nascidos a partir da experiência junto à natureza e posterior observação das cenas gravadas.

“Em meio a um dos períodos mais difíceis da pandemia, a concepção de ‘O céu tá lá’ surgiu como uma saída poética para o labirinto das saudades: perceber o mesmo céu sobre todos nós, ainda que cresçam as distâncias, é um possível respiro”, refletem os artistas. Ao mesmo tempo em que celebra o encontro entre ambos e suas diferentes linguagens, o experimento torna-se um registro potente e delicado sobre o tempo, sobre sua passagem e seu aparente congelamento: “É uma viagem aos lugares do sonho, lugar onde as palavras, o silêncio e os corpos se amalgamam para significar a vigília. O sonho da cidade em ser mato. O sonho do corpo e da voz em ser bicho. ‘O céu tá lá’ pisa descalço no chão de terra vermelha e aponta a cabeça para o sol: nos reconecta a nós mesmos”, pontuam.

“Trata-se de um trabalho que não cabe em uma caixinha, em uma categorização, é muito híbrido, é um trabalho que circula, que é muito livre, que nasceu da liberdade dos processos de cada artista envolvido, todas as pessoas da equipe tiveram bastante liberdade para ousar e o resultado causa certo impacto pelo estranhamento poético, que é muito forte. ‘O céu tá lá’ são várias coisas bonitas, são várias surpresas”, finaliza a dupla.

O encontro artístico nasceu no início da pandemia, a partir de um convite do Sesc Rio Preto para o projeto online “Com que música eu danço?”, com a produção de um vídeo à distância, quando Liossi propôs uma trilha sonora para uma dança feita em silêncio por Capelli. Outras parcerias nasceram a partir dali. A bailarina performou em um show dele com transmissão virtual e, recentemente, realizaram o projeto “Depois das cinzas”.

“O céu tá lá” é viabilizado pelo Edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc nº 39/2020, produção e temporada de espetáculo de música com apresentação online. Antecedendo o início da temporada, Capelli recebe os diretores Key Sawao e Ricardo Iazzetta, fundadores do Núcleo keyzetta e cia., companhia de dança de São Paulo, que são parceiros artísticos desde 1996, para um bate-papo sobre dança e encontros, na sexta-feira (12), às 19h, em uma live em seu perfil no Instagram.

Sobre o Grupo Terra

Fundado em São José do Rio Preto, em 1996, por Andrea Capelli, ao longo de seus 25 anos o Grupo Terra sempre trabalhou a dança em diálogo com outras linguagens, como a literatura, o teatro, a performance, a música, a fotografia e o vídeo. Nos últimos anos, vem pesquisando também a improvisação, a ocupação de espaços não convencionais e a produção de videodanças. Entre seus espetáculos, estão Mannegô, Híbrido, Pau de Arara, Dançar o Humano, Poemas, Terminal, Naturalmente Só, Disparidade, Direito ao Delírio, Pé de Poesia, Diálogo Impróprio e Embalagem, além de coproduções com parceiros diversos, como Corpo Lentes, Sentimentos Privados em Lugares Públicos e Urbanidades.

Sobre João Liossi

Cantor, compositor e poeta formado em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), tem dois livros de poemas publicados, “Aquilo que chamávamos de escuro” (2017, Urutau) e “Para gravar num disco voador” (2019, BAR Editora). Em 2020, João Liossi lançou o EP “Antiexílio” e o álbum “Trambique (Canções de quarentena)”.

FICHA TÉCNICA

Elenco: Andrea Capelli e João Liossi

Direção: Fagner Rodrigues

Roteiro e concepção: Fagner Rodrigues, Andrea Capelli, João Liossi e Guilherme Di Curzio

Produção executiva: Vanessa Palmieri

Produção geral: Carolina Capelli e Murillo Gussi

Trilha sonora: João Liossi – Espelho (João Liossi/Caio Lobo), De olho na lua (Alice Ruiz/João Liossi), Trambique (João Liossi), Dance (João Liossi), Aluado (João Liossi), Violão para Capelli (João Liossi), Árvore-percussão (João Liossi), Peste (João Liossi), Pescoço (João Liossi), Veloz labirinto (João Liossi), Jardineiro (João Liossi), Tudo a água leva (João Liossi/Ubirathan do Brasil)

Figurinos e adereços: Fabiano Amigucci

Costura: Vergínia Santana

Produção audiovisual: Abaeté Produtora

Direção de fotografia: Guilherme Di Curzio

Som direto e mixagem: Guilherme Di Curzio

Edição e finalização: Guilherme Di Curzio

Iluminação: Luis Fernando Lopes

Assessoria de imprensa: Graziela Delalibera

Design gráfico: Fabiano Amigucci

Fotos: Carolina Capelli, Guilherme Di Curzio e Fagner Rodrigues

Locação: Fazenda Santa Lourdes

Realização: Grupo Terra

Apoio: Abaeté Produtora, Cênica, Centro Cultural Vasco, GAL – Grupo de Apoio à Loucura e Fazenda Santa Lourdes

SINOPSE

O Céu tá Lá é um encontro de artistas e de suas diferentes linguagens, em horários variados e em diversos lugares. Encontro em um momento em que encontrar-se não era seguro, mas se fez necessário e urgente. Distantes de tudo, isolados, uma mulher e um homem mergulham em seus universos e solidões, e dançam e cantam em um dia que pode ser a vida toda.

SERVIÇO

O céu tá lá

Estreia em 13 de novembro, sábado, 21h. Temporada até 18 de novembro, quinta-feira, com sessões diárias sempre 21 horas, no YouTube

Gratuito

Duração: 66 minutos

Classificação indicativa: livre

Onde assistir:

Dia 13: canal do Grupo Terra – https://youtube.com/channel/UCtCz_wC5wmu_D__PA_uexAg

Dia14: canal do Centro Cultural Vasco – https://youtube.com/c/CentroCulturalVasco

Dia 15: canal da Cênica – https://youtube.com/user/ciacenica

Dia 16: canal do GAL – https://youtube.com/channel/UCiD8_kKRpk2P3mqCAI2DZog

Dia 17: canal da Abaeté Produtora – https://youtube.com/channel/UCovmE0sI536XLd20uPY7AFQ

Dia 18: canal João Liossi – https://youtube.com/c/Jo%C3%A3oPedroSouzaLiossi

Bate-papo com Key Sawao e Ricardo Iazzetta

Dia 12, sexta-feira, 19h, no Instagram de Andréa Capelli (capelli.andrea.11)

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes