No Sesc Rio Preto, mulheres assumem o protagonismo e os palcos na programação de março

O Sesc Rio Preto reafirma em março seu compromisso com a forte presença das mulheres, artistas e profissionais das mais diversas áreas, em sua programação. Neste mês, elas assumem o protagonismo e os palcos, convidando o público a refletir sobre a luta e a resistência feminina por meio da arte.

Dia 7, quinta-feira, véspera do Dia Internacional da Mulher, um dos destaques é o Baile das Manas, com entrada gratuita, uma noite em que as mulheres comandam as pick-ups e a pista de dança, provando que momentos de celebração e festa são fundamentais para fortalecer a jornada em busca da equidade de direitos.

Espetáculo Charivari Circo – Divulgação

A atividade é formada pela performance de dança do GAL – Grupo de Apoio à Loucura intitulada Dancê e pelo show musical TPM na Pista, com a DJ Brazook, que trazem uma manifestação dançante e musical de resistência e luta. Abrindo, às 20h30, integrantes do GAL conduzem o público para a pista numa exaltação do feminino e das mulheridades. E, diretamente do Capão Redondo, extremo sul da capital paulista, a DJ Brazook (a produtora musical Carolina Ribeiro) representa o coletivo TPM na Pista – Todas Podem Mixar com um passeio pela música latina, caribenha e africana.

Mais programação

Ao longo desta semana, e também do mês, diversas outras atividades pensam questões da mulher na sociedade contemporânea. Uma delas é a exibição gratuita do filme italiano Mãe + Mãe (2019), dirigido por Karole Di Tommaso, dia 6, quarta, 20h. A obra acompanha as personagens Karole e Ali, que se amam e sonham em ter uma criança e formar uma família juntas e logo percebem que não será tão simples.

Como resistir é também desobedecer aos padrões, o espetáculo de dança Engasgadas, segundo rito para regurgitar o mundo, do coletivo Zona Agbara, dia 8, sexta, 21h, discute os estereótipos e violências que atravessam os corpos femininos.

Diferentes nomes que se destacaram por suas criações e até hoje são reverenciadas são o foco da contação de história Histórias Pintadas: mulheres que coloriram o mundo, com a Cia da Casa Amarela, todos os sábados de março, 16h, acesso gratuito e lugares limitados. O público tem contato com o universo criativo de artistas como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Maria Auxiliadora, Frida Kahlo e Tomie Ohtake.

Na música, um dos destaques é o show Exausta Samba e Samba de Moça cantam as Bambas do Samba, dia 10, domingo, 17h, de graça. Musicistas de Araçoiaba da Serra, Sorocaba, Votorantim e Piedade compõem a união dos dois grupos cujo repertório celebra as bambas do samba de todos os tempos. Com Flor Maria (voz), Bianca Milanda (violão), Jussara Araújo (cavaquinho), Fê Lelot (sopros e vocais), Bar (percussões) e Daiane Teles (bateria).

Também neste mês, a mostra itinerante da 35ª Bienal de São Paulo – coreografias do impossível ocupa a área de convivência com obras de grandes expoentes das artes visuais como Aurora Cursino dos Santos, Carmézia Emiliano e Katherine Dunham. O acervo poderá ser visitado gratuitamente até 26 de maio.

Sobre o Sesc São Paulo

Com 77 anos de atuação, o Sesc – Serviço Social do Comércio conta com uma rede de 40 unidades operacionais no estado de São Paulo e desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, artes, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. Mais informações em www.sescsp.org.br/pt/sobre-o-sesc.

Confira alguns destaques da programação de 6 a 10/3:

ARTES VISUAIS

Mostra itinerante da 35ª Bienal de São Paulo – coreografias do impossível

A mostra itinerante da 35ª Bienal de São Paulo abre as portas aos visitantes de Rio Preto e região em uma cerimônia de abertura que contará com a presença de representantes da Fundação Bienal e do Sesc, em evento gratuito e aberto ao público. A 35ª Bienal de São Paulo – coreografias do impossível explora as complexidades e urgências do mundo contemporâneo, abordando transformações sociais, políticas e culturais. O Sesc Rio Preto recebe um recorte especial com 12 artistas participantes da exposição que foi sucesso em 2023.

Convivência. Grátis. Autoclassificação livre

Visitação: 6/3 a 26/5

Terça a sexta, das 13h às 21h30

Sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30

Agendamento de grupos: educativo.riopreto@sescsp.org.br

Link para fotos das obras: https://bit.ly/3wyX5ap

SALA SESC DE CINEMA

Exibição – Mãe + Mãe

Dir: Karole Di Tommaso. Itália, 2019, 80 min.

Karole e Ali se amam e sonham em ter uma criança e formar uma família juntas. Elas logo percebem que não será tão simples quanto esperavam e, à medida que o entusiasmo diminui, o amor delas é desafiado. Para superar os obstáculos, elas devem acreditar na força de seu desejo e no apoio de seus entes queridos. Se elas puderem fazer isso, milagres acontecerão.

Dia 6, quarta, 20h

Teatro. Grátis. 14 anos. Retirada de ingressos 30 minutos antes

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=wR6ZVDvXs9o

DANÇA | MÚSICA

Baile das Manas

Na véspera do dia 8 de março, a comedoria do Sesc Rio Preto ganha ares de pista de dança e de ato político para uma manifestação dançante e musical de resistência e luta, através da arte delas. A atividade é formada pela performance de dança do Grupo GAL, intitulada Dancê, e do show musical TPM na Pista, com a DJ Brazook. São elas que comandam as pick-ups e a pista da noite em uma festa que não precisa acabar, em uma luta que não pode parar.

Dia 7, quinta, das 20h30 às 22h30

Comedoria. Grátis. Autoclassificação 16 anos. Lugares limitados

Performance – Dancê

Com GAL, Grupo de Apoio à Loucura

As manas, as minas e as monas te pegam pela mão e te convidam  a fazer da pista de dança uma passarela, um desfile, um manifesto, uma celebração da resistência e da luta do feminino e da mulheridade. E por sinal, resistência é um substantivo feminino. Luta também!

Show – TPM na Pista!

Com DJ Brazook (produtora musical Carolina Ribeiro)

O TPM na Pista – Todas Podem Mixar,  chega no Sesc Rio Preto com a Dj Brazook, diretamente do Capão Redondo, extremo sul paulistano. Brazook  tem um estilo fincado nas brasilidades, passeando pela música latina, caribenha e africana. É a produtora da festa Furdunço! Já fez colaborações com o MASP, Natura, Lollapalooza, MC Tha, BaianaSystem e Pabllo Vittar.

DANÇA

Espetáculo – Engasgadas, segundo rito para regurgitar o mundo

Com Zona AGBARA

Seis intérpretes expõem as muitas violências que seus corpos pretos e gordos sofreram ao longo de suas vidas e avisam que não aceitam mais engolir esse mundo indigesto.  “É preciso soltar esse amargo. O engasgo é inevitável e a partir daí é preciso regurgitar para sobreviver”.

Dia 8, sexta, 21h

Teatro. Ingressos: R$ 12 (credencial plena), R$ 20,00 (meia entrada) e R$ 40 (inteira). Autoclassificação 16 anos

CRIANÇAS – LITERATURA

Contação de história – Histórias Pintadas: mulheres que coloriram o mundo

Com Cia da Casa Amarela

Várias mulheres se destacaram por suas habilidades artísticas e foram eternizadas em pinturas que, até hoje, são reverenciadas no mundo da Arte, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Maria Auxiliadora, Frida Kahlo e Tomie Ohtake.

Dia 9, sábado, 16h

Biblioteca. Grátis. Autoclassificação 4 a 11 anos. Lugares limitados

MÚSICA

Show – Exausta Samba e Samba de Moça cantam as Bambas do Samba

No repertório os grupos exaltam as Bambas do Samba de todos os tempos. Musicistas de Araçoiaba da Serra, Sorocaba, Votorantim e Piedade compõe a união desses dois grupos. A voz marcante da cantora Flor Maria, o violão de Bianca Milanda, o cavaquinho de Jussara Araújo, os sopros e vocais de Fê Lelot e o ritmo de Bar nas percussões e Daiane Teles na bateria compõe a formação dos dois grupos.

Dia 10, domingo, 17h

Comedoria. Grátis. Autoclassificação livre. Lugares limitados

Vídeo Exausta Samba: https://www.youtube.com/watch?v=BCi5QwD2-Ac

Vídeo Samba de Moça: https://www.youtube.com/watch?v=WTfYcJcEc2o

Assessoria Sesc Rio Preto

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes