No Chile, papa se diz envergonhado por casos de abuso e pede perdão

AP Foto/Andrew Medichini

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em sua primeira fala após chegar no Chile, o papa Francisco pediu desculpas pelos casos de abuso sexual cometidos por padres no país.

“Não posso deixar de manifestar minha dor e vergonha frente ao dano causado às crianças por parte de ministros da Igreja”, afirmou o pontífice em discurso feito nesta terça-feira (16) ao lado da presidente chilena Michelle Bachelet e outras autoridades.

O escândalo de abuso sexual no Chile derrubou a popularidade da Igreja Católica no país e se tornou o principal assunto da visita do papa.

Francisco chegou a Santiago na noite de segunda (15), na primeira visita de um pontífice ao país em três décadas. Depois, ele irá ainda para o Peru antes de retornar para o Vaticano.