NAP UNIFIPA realiza ações de conscientização pelo Setembro Amarelo

Durante o mês de setembro, membros do NAP (Núcleo de Apoio Psicopedagógico) e a pro-reitoria Acadêmica da Unifipa realizaram ações de conscientização pelo “Setembro Amarelo”, dedicado à prevenção do suicídio.

Com o tema “Nenhuma tempestade dura para sempre” o núcleo decorou o campus sede com elementos e cores da campanha, promoveu frases motivacionais nas redes sociais e encontros semanais com alunos e colaboradores para falar sobre o suicídio e a importância de pedir ajuda. Um dos destaques deste ano foi a exibição de filmes cuidadosamente selecionados, que tiveram como objetivo estimular o diálogo sobre o tema.

De acordo com a psicóloga responsável pelo setor de Apoio Psicopedagógico do NAP, Profa. Dra. Adriana Pagan Tonon, “os filmes escolhidos tiveram o intuito de proporcionar momentos de reflexão e sensibilização a respeito das dificuldades que passamos na vida e que podem ser superadas com ajuda necessária. A equipe do NAP Unifipa está sempre disponível aos discentes para oferecer informações, recursos e encaminhamentos para serviços de apoio para aqueles que possam precisar de ajuda adicional”, concluiu.

Além dos filmes, o NAP também promoveu discussões abertas com os participantes após as sessões de cinema. As conversas tiveram a intenção de criar um espaço seguro onde os estudantes, professores e colaboradores pudessem compartilhar suas próprias experiências, preocupações e perguntas a respeito do tema. Os alunos e colaboradores ganharam mimos do Núcleo de Apoio – caixa personalizada com o tema da campanha, guarda-chuvas de chocolate, suspiros e pipoca.

A pró-reitora Acadêmica Profa. Dra. Silene Fontana destacou a importância da campanha deste ano, bem como as ações propostas pelo núcleo de apoio. “Como Instituição de Ensino Superior devemos não apenas promover a excelência acadêmica, mas também criar ambiente onde todos sintam-se apoiados e valorizados, ou seja, temos a responsabilidade de cuidar não apenas da formação intelectual, mas também do bem-estar de nossa comunidade. O Setembro Amarelo nos ofereceu a oportunidade de promover discussões sobre saúde mental, solidariedade e empatia. Foi uma oportunidade para lembrarmos que todos nós enfrentamos tempestades em nossas vidas, mas também temos o poder de superá-las, principalmente quando estamos unidos”.

Para Profa. Silene, as sessões de cinema proporcionaram momentos de reflexão, permitindo explorar histórias inspiradoras de resiliência e superação. “A decoração alegre em toda a Unifipa serviu como lembrete constante de que a alegria e a esperança podem ser encontradas mesmo nos momentos mais sombrios. E as pipocas doces e salgadas, os suspiros amarelos e as caixinhas com guarda-chuvas de chocolates que compartilhamos são símbolos de nossa solidariedade e cuidado uns pelos outros. A avaliação que faço deste mês é a de que estamos no caminho certo, mas também um lembrete de que sempre podemos fazer mais”, finalizou Profa. Silene.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes