Músico francês participa da série Guri Convida em São José do Rio Preto

Promover a convivência entre músicos consagrados e jovens aprendizes é o objetivo do Guri Convida, série de concertos proporcionados pelo Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. A apresentação do músico Thibault Delor com o Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas poderá ser visto pelo público no dia 18 de outubro, às 19h30, no Teatro do Sesc São José do Rio Preto. O evento será gratuito e aberto ao público em geral.

Para o programa Guri Convida, foram selecionados artistas com carreiras consolidadas nacional e internacionalmente, com a missão de difundir o conhecimento. Por isso, além dos concertos abertos ao público, alguns convidados também fazem uma oficina exclusiva para os educadores da região.

Os encontros com os artistas convidados têm como objetivo contribuir para a formação dos alunos e alunas do Grupo de Referência, viabilizando o aprimoramento técnico, a criatividade, a improvisação, a amplitude de referencial musical, as técnicas instrumentais estendidas, o uso da voz e o movimento no processo de trabalho, além da presença cênica.

Contudo, o Guri Convida mantém a essência de cada Grupo de Referência. Há um repertório escolhido especialmente para o Grupo, estruturado de acordo com as peculiaridades dos jovens, com o intuito de ampliar e aprofundar os conhecimentos e experiências musicais de todos.

Programa:

1 – Sinfonia III em Em I e II mov.

Composição: Felix Mendelssohn

2 – Minueto

Composição: Luigi Boccherini

3 – Humoresque

Composição: Antonin Dvorak

4 – Músicas do CD de Thibault Delor

5 – Tristeza do Jeca

Composição: Angelino de Oliveira

6 – Saudades de Matão

Composição: J. Galati, A. Silva E R. Torres

7 – Trenzinho do Caipira

Composição: Villa-Lobos

8 – Chegança

Composição: Benny Wolkoff

Os Grupos de Referência são compostos por orquestras, cameratas e bandas espalhados por diversas cidades e formados por jovens guris – de 12 a 21 anos – em estágio mais avançado de aprendizagem. Todos os 13 Grupos serão contemplados com convidados especiais.

Serviço: Guri Convida com Thibault Delor
Quando: dia 18 de outubro

Horário: às 19h30

Local: Teatro do Sesc São José do Rio Preto

Endereço: Av. Francisco das Chagas Oliveira, 1.333 – São José do Rio Preto/SP
Entrada gratuita. Evento aberto ao público

Perfil do Thibault Delor
Nascido em Metz, na França, o músico formou-se no Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris e no Conservatório Nacional de Nice/França. Atuou na Orquestra da Ópera de Paris e integrou o l’Orchestre de Contrebasses, sexteto de contrabaixos parisiense, que realizou duas turnês no Brasil e na Argentina, em 1993 e 1995.

Radicado no Brasil desde 1997, Delor foi contrabaixo-spalla da Orquestra Sinfônica da Rádio e Televisão Cultura de São Paulo e contrabaixo-spalla da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, onde estreou como solista em novembro de 2004. A estreia mundial ocorreu no concerto para contrabaixo e orquestra, de Edmundo Villani-Côrtes.

Em 2001 lançou o CD “No Tom da História”, pelo selo Maritaca. Apresenta-se em recitais com o pianista brasileiro Fabio Luz e prioriza a obra de compositores brasileiros, como Villa Lobos, Claudio Santoro, Villani-Côrtes, Ronaldo Miranda e Francisco Mignone. Também fundou a Orquestra de Contrabaixos Tropical, quinteto de contrabaixos, com a qual lançou o DVD “Carrancas Brasileiras”, em 2011.

Mantém intensa atividade pedagógica no Brasil e na América Latina: é professor de contrabaixo e música de câmara na Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), desde 2016; e regente da Orquestra Jovem de Cordas do Guri Santa Marcelina, desde 2015.

Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas

Esta camerata é composta pelos naipes de violino, viola, violoncelo e contrabaixo. O grupo executa um repertório diversificado com maior enfoque em peças eruditas de diversos períodos da história da música. Em 2011, o grupo recebeu a visita do quarteto de cordas da Sphinx – ONG norte-americana que tem a missão de aumentar a presença de negros e latinos nas orquestras dos EUA – que, durante uma semana, realizou masterclasses, ensaios e concertos com nossos Guris. No ano seguinte, a Camerata retribuiu a visita, apresentando-se ao lado do quarteto, em Detroit. Ela também já tocou ao lado de Alejandro Drago (2013) e foi regida na série de Artistas Convidados pelos maestros Jean Reis (2011) e Arthur Barbosa (2012). Em 2015 apresentou o espetáculo Vozes de Natal, produzido pela TV TEM, afiliada da TV Globo. Em 2016 participou da Virada Cultural, em Votuporanga.

O Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas tem o patrocínio da empresa Catho.

Parceiro local: Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto.

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias; CTG Brasil; VISA; VALGROUP; Supermercados Tauste; AES Tietê; Microsoft; WestRock; Novelis; Usina Colorado; Banco Votorantim; Capuani do Brasil; Caterpillar; Grupo Maringá; Pinheiro Neto; EMS; Sky; Magazine Luiza; Mercedes-Benz; ASTA; Catho; CODESP; Raízen; Arteris; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Hasbro.

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria de Cultura que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 710 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri

A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Fonte: Máquina Cohn & Wolfe