MPEs podem aderir ao Programa Jovem Aprendiz Paulista

Agora as micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo podem aderir ao Programa Jovem Aprendiz Paulista, que tem como objetivo proporcionar a primeira experiência no mundo do trabalho para jovens da rede pública de ensino, ao mesmo tempo que fomenta a inclusão social e a economia local.  

  O Jovem Aprendiz Paulista é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com o Sebrae-SP, e foi idealizado pela Secretaria de Projetos Estratégicos. O programa prevê investimentos de R$ 145,5 milhões por parte do Estado e a contratação de até 60 mil estudantes da rede pública de ensino, com idade entre 14 e 18 anos, por micro e pequenos empreendimentos.  

  

Pelas regras do programa, a jornada semanal do jovem é de quatro dias de trabalho, com carga horária diária de quatro a seis horas, e um dia exclusivo para capacitação online. 

  

O governo do Estado de São Paulo vai subsidiar 100% dessa capacitação online do aprendiz, além da grade técnica. Cabe ao contratante o pagamento do salário e encargos, sem despesas com verbas rescisórias ao término dos contratos. O recolhimento do FGTS também é menor (apenas 2%), e todo o trâmite é amparado pela Lei do Aprendiz (10.097/2000). 

  Para participar, basta a empresa fazer o cadastro no portal (Link) e adicionar a respectiva vaga. Os selecionados serão informados por e-mail e mensagem SMS para encaminhamento. 

  Sobre o programa 

Iniciativa inédita no País, o Jovem Aprendiz Paulista foi lançado no dia 26 de maio, durante cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, e está em fase de cadastro e contratação dos jovens. Uma medida importante prevista pelo programa é dar acesso a oportunidades de trabalho disponíveis nas mesmas regiões onde os adolescentes residem e estudam. A iniciativa fomenta a economia local, amplia a conexão entre empreendedores e comunidades que abrigam os micros e pequenos negócios, além de reduzir custos com transporte e tempo de deslocamento.

:: Passo a passo para cadastro da empresa :: 

Passo 1 – Importante estar registrado como microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP), ter um e-mail válido e de acesso frequente, número de telefone atualizado e já separar documentos como CNPJ e endereço com CEP.

Passo 2 – Com os documentos em mãos, acesse o link e efetue o cadastro da empresa por meio do link.

Passo 3 – Com as informações preenchidas e o cadastro feito, interlocutores do programa entrarão em contato para auxiliar como abrir a vaga. Com auxílio de especialistas, você recebe a indicação do candidato e faz a contratação.

Passo 4 – Definida a contratação. A equipe de especialistas faz a assinatura de contrato por meio do próprio sistema.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes