Mais um Natal

topo_manuellahoz

Já foram muito mais iluminadas as praças da Matriz e 9 de Julho, muito mais mesmo, mas estão bonitas este ano; são as únicas informações que recebo sobre o natal, o fim de ano. A cidade que já ficou clara feito dia nessas épocas, literalmente está apagada; fico me perguntando quantas pessoas colocaram arranjos de natal nas portas de suas casas e/ou armaram as conhecidas árvores de natal…

Agradeço uma “coisa”, e nem quero saber a razão: o fato daquelas músicas da Simone não estarem me importunando como todo ano desde que ela, por força de um contrato com a gravadora, as gravou;não tem nada a ver com ela, e…eu e John Lennon nos incomodávamos demais.

Cartão de Natal nem de políticos…

As lojas estão pouquíssimo enfeitadas, os prédios externamente nada mudaram, e as pessoas absolutamente “ligadas” em seus celulares e totalmente desligadas do resto; e que fique claro, o que não estiver no celular e no face book é resto mesmo, mesmo que esteja do lado das pessoas “plugadas”, inclusive…elas mesmas.

As telinhas dão as mesmas notícias: mais dez políticos acusados, mais cinco políticos presos, mais oito políticos libertados por uma liminar de um desembargador ou uma ordem do STJ, mais cinco empreiteiras fazem acordo de delação premiada, mais um ataque na Síria, mais um “especial” com o Roberto Carlos (o fato dele não ter gravado nenhuma música nova nos últimos anos não é problema, a gente já sabe que músicas ele irá cantar e quem serão os seus convidados).

Felizmente os amigos secretos parece que continuam, e amigo é sempre bom, mesmo que secreto.
Em janeiro nossos inimigos super conhecidos já começam a nos procurar impiedosamente avisando que nada mudou: DPVAT / IPVA / IPTU / CPMF / INSS / CPMF / IR / CRM / FMI / PQP/ ETC.

Incrédulo e apavorado, pois não estou entendendo nem acreditando, vejo que personagens intocáveis até dias atrás, passarão o natal e o ano novo na cadeia; não consigo comentar a respeito, pois ainda não estou certo do que estarão tramando atrás das grades em parceria com os que ainda estão do lado de fora.

Mas não é o fim de nada, nem o começo do fim, apenas continuação.

Eu já curti muito o Natal, e é ainda a data mais importante no meu calendário, mas com um significado muito diferente do que já teve; mas tem tudo a ver com família, o meu valor maior. Vou, com minha esposa e minha sogra de encontro aos meus irmãos, cunhada e sobrinha; e vou feliz e grato a Deus por mais este encontro.

Aos 66 anos ainda tenho na memória, vivo como se fosse ontem, a sombra da parreira da casa de meu avô José, a família enorme reunida, e os espíritos de meu pai, minha mãe, meu sogro e muito mais (nem queiram saber quanto “muito mais”) pessoas queridas que sempre serão referências vivas em minha vida se fazem mais presentes mostrando o quanto suas ausências físicas …meu Deus… é um vazio imenso, que só será preenchido quando eu me encontrar com elas.

Na falta de inspiração, de coração:feliz natal e um ano novo de saúde e paz.

manuel_natal16a

Be the first to comment on "Mais um Natal"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*