HPA capacita enfermagem para identificação de possíveis doadores de córneas

Enfermeiros e coordenadores de enfermagem do Hospital Padre Albino receberam, entre os dias 7 e 8 de fevereiro, capacitação para identificar potenciais doadores para córneas. “Para conquistar essa habilidade é indispensável que todos os profissionais de saúde saibam esclarecer possíveis dúvidas pertinentes à formação de consciência coletiva sobre a importância da identificação e manutenção de pacientes que podem vir a ser doadores de órgãos para transplante”, disse o enfermeiro Carlos Gomes, da CIHDOTT/Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante da Fundação Padre Albino, responsável pela capacitação em conjunto com o Núcleo de Educação Permanente.

Atualmente existem duas situações onde este processo pode ser aplicado, sendo pelo diagnóstico médico de morte encefálica (onde ocorre a possível doação de múltiplos órgãos) ou através da identificação de possíveis doadores falecidos em que a família tem a opção de manifestar o desejo da doação de córneas.

Questões práticas que ocorrem durante a rotina, tanto da área clínica quanto da administrativa, foram abordadas. “Tratamos sobre avaliação e identificação de potenciais doadores em nossa instituição, visando a humanização do atendimento, pois o direito de doação é uma opção que os familiares devem ter acesso e serem informados da possibilidade”, pontuou Carlos Gomes. O enfermeiro explica que, “mesmo sendo oferecida a possibilidade da doação no momento mais delicado em que os familiares se encontram, no caso a perda de um ente querido, temos de realizar nosso papel como profissionais da saúde e orientar todos sobre a possibilidade da doação para que os laços da assistência se estendam e saiam do hospital satisfeitos com a autorização”.

Fotos/Divulgação FPA.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes