Hospital Mahatma Gandhi ganha prêmio Nise da Silveira

Prêmio anual de Boas Práticas e Inclusão em Saúde Mental 2021 é outorgado pela Câmara Federal

O Hospital Mahatma Gandhi recebeu com muita emoção o comunicado de que receberá, no próximo dia 20 de outubro, o Prêmio Nise da Silveira de Boas Práticas e Inclusão em Saúde Mental 2021, concedido, anualmente, pela Câmara dos Deputados a cinco personalidades ou instituições que se destacam em ações de promoção da saúde mental.

A outorga do prêmio é resultado de um processo transparente de escolha. A partir das indicações dos Deputados, os nomes são colocados em votação no Congresso Nacional e chega-se aos cinco nomes ou instituições premiadas. Preocupados em garantir a participação democrática, a idoneidade dos candidatos e seriedade na escolha dos vencedores, algumas medidas são adotadas, entre elas a obrigatoriedade de que os indicados sejam ficha-limpa ou tenham qualquer vínculo com os Deputados.

São avaliados aspectos como a excelência no atendimento, a relação humanizada, os cuidados observados e o respeito à dignidade humana dos portadores de transtornos mentais. Os outros quatro premiados são de outros estados, sendo duas instituições e duas personalidades ligadas ao segmento.

O Prêmio leva o nome de Nise da Silveira (15/02/1905 a 30/10/1999) em homenagem à ilustre alagoana que foi médica psiquiatra, aluna de Carl Jung, reconhecida mundialmente por sua contribuição à psiquiatria, revolucionando o tratamento mental no Brasil. Em 2015 foi lançado o filme “Nise – O Coração da Loucura”, contando sua vida, com Glória Pires protagonizando. A produção ganhou o Grand Prix de Melhor filme no Festival de Cinema de Tókio.

Toda ação voltada à inserção do portador de doença mental deve ser incentivada. A humanização do tratamento foi introduzida assim que assumimos a direção do Hospital Mahatma Gandhi e entendemos que ela seja necessária e premente, de forma que seja condizente com os direitos reconhecidos a todos nessa situação. Recebermos esse prêmio é mais do que uma homenagem”, comemorou o vice-presidente da instituição, Marcelo Fernandes.

Nossa posição não se reflete apenas aos pacientes, mas também, à população. Geramos hoje 8 mil empregos diretos, sendo 1.300 apenas em Catanduva. Nossa vitória é também a vitória de nossa cidade, que comunga dos recursos que geramos, através de empregos, do incentivo ao comércio e à indústria local e ainda recolhendo impostos e movimentando a economia. Por isso afirmamos que Mahatma é Catanduva. E Catanduva é Mahatma. Esse prêmio é de todos nós catanduvenses”, complementa o vice-presidente.

Emocionado, o Presidente do Hospital Mahatma Gandhi, Dr. Luciano Lopes Pastor, lembra uma frase de Mahatma Gandhi, o patrono da instituição, para resumir sua alegria: “Temos de nos tornar na mudança que queremos ver. Essa frase foi nossa inspiração e nosso incentivo ao longo dos últimos anos, desde que assumimos a direção da instituição e nos propusemos a fazer do Hospital uma referência no respeito ao próximo, com um tratamento humanizado, que não significava apenas ações, mas acima de tudo investimento e infraestrutura. Criamos uma Organização Social, a Associação Mahatma Gandhi, para fazer a gestão pública de saúde nos municípios, gerando assim os recursos necessários para atendermos todas as necessidades para realização do nosso objetivo. Hoje estamos em 22 cidades de 5 Estados brasileiros. Os recursos obtidos são investidos no próprio serviço de atendimento à população e no Hospital. Por isso dedicamos esse prêmio à toda a população de Catanduva, assim como a todos os nossos colaboradores que formam a Família Mahatma Gandhi, acolhendo os pacientes como filhos e mostrando que uma nova vida é possível”.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes