Fundo de Cultura libera recursos para incentivo a artistas locais

O Comitê Gestor do Fundo Municipal de Cultura de Catanduva definiu a aplicação de recursos para o Edital de Incentivo às Artes, ferramenta de estímulo ao artista local. O projeto foi proposto pela secretária de Cultura e presidente do comitê, Cris Anovazzi. O edital, já realizado em 2017, foi aprovado em reunião ordinária na semana passada.

A iniciativa é um mecanismo de política pública que proporciona a concessão de incentivos financeiros a pessoas físicas ou jurídicas, domiciliadas em Catanduva, para a realização de projetos culturais. A previsão para o lançamento é a primeira semana de setembro. O valor total liberado é de R$ 50 mil.

O projeto tem como base o modelo do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura, respeitando-se a realidade financeira do município.

“O edital é o mais democrático instrumento público de fomento à produção dos trabalhadores da cultura. Ao promover o incentivo à cultura, a Secretaria contribui para a ampliação e diversificação da produção artística, cria novos espaços e aumenta as formas de fruição de bens culturais em toda a cidade”, explicou Cris.

O Fundo de Cultura é especialmente formado para financiar as produções artístico-culturais, servindo, fundamentalmente, para incentivar a produção artística local.

Relembre

Quatro projetos foram aprovados no Edital de Incentivo às Artes em 2017: Arte em Feltro no Zoo, de Mônica Patrícia Dutra, EN-Cantos de Uma Cidade Feitiço, da Nicoartes Produções, Catanduva: 100 Anos de História e Arte, de Heraldo Márcio Galvão Junior, e Arte + 100 – O Centenário Móvel, da RB Produções Artísticas.

Fundo Municipal de Cultura

O Fundo Municipal de Cultura foi criado pela Lei 4.827/2009 e regulamentado pelo Decreto nº 5.525/2010. Tem por finalidade propiciar recursos financeiros a projetos e programas de desenvolvimento artístico-cultural em Catanduva.

Fonte: Assessoria/Prefeitura