Fome subiu 6% na América Latina em 2016; obesidade segue em alta

EFE 

Santiago (Chile), 10 out (EFE).- A fome aumentou 6% na América Latina e no Caribe em 2016, uma região que tem 42,5 milhões de pessoas desnutridas e, ao mesmo tempo, continua vendo crescer o sobrepeso e a obesidade, advertiu a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) nesta terça-feira.

Após anos de visíveis melhoras, o número de pessoas que passa fome aumentou em 2,5 milhões no ano passado com relação a 2015, segundo o organismo. Esses dados fazem parte do relatório “Panorama da segurança alimentar e nutricional na América Latina e no Caribe 2017”, elaborado com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

“Estamos indo por um caminho difícil. A região deu um considerável passo atrás em uma luta que vinha ganhando. Não podemos tolerar os níveis atuais de fome e de obesidade, já que isso paralisará toda uma geração de latino-americanos e caribenhos”, apontou o representante regional da FAO, Julio Berdegué, ao apresentar o relatório. EFE