Especialista da Unimed Catanduva dá dicas sobre alimentação e alerta sobre dietas milagrosas

As festas de final de ano estão chegando e, com isso, aumentam os riscos de exagero nas ceias de Natal e de Ano Novo. Mas, para evitar arrependimentos, o nutrólogo e endocrinologista Dr. Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) e diretor de Desenvolvimento da Unimed Catanduva, traz uma solução para que esses exageros não reflitam no ganho de peso. De acordo com o especialista, não é difícil comer a mais nessa época do ano. “Com a chegada do verão, todo mundo quer perder alguns quilos e, então, vem as festas de final de ano e exageramos um pouquinho. Para evitar que haja um ganho de peso, existem alguns mecanismos de compensação metabólica”, explicou.

Ainda segundo o nutrólogo, a compensação metabólica nada mais é que uma forma de nivelar a quantidade de calorias que foram ingeridas durante a época de festas. “O certo é fazer um balanço calórico negativo após a ingestão de muita caloria”, disse o médico. Se, durante as festas, a pessoa exagera e consome mais de duas mil calorias, quantidade suficiente de calorias a ser ingerida diariamente, nos dias seguintes ela diminui essa quantidade se alimentando mais com frutas, legumes e carne grelhada. “Seguindo essa dieta, você não ganha e nem perde, apenas mantém o peso”, completou.

Outro fator que também ajuda no metabolismo durante esse período é a atividade física. “Uma caminhada de 15 minutos por dia, rápida, sem parar, já é suficiente para ficar metabolicamente ativo por 24 horas”, disse o Dr. Durval Ribas Filho.

Dietas rápidas e milagrosas

As dietas da Lua, da Sopa, do Sol, dentre outras, muito famosas e que prometem uma resposta eficaz em pouco tempo, ganham muitos adeptos nesse final de ano, quando as pessoas querem ficar em forma para ir à praia ou à piscina, sem precisar se preocupar com as gordurinhas a mais. Essas dietas, de acordo com o Dr. Durval, tem um lado positivo por serem hipocalóricas, ou seja, com baixa ingestão de calorias, e também ajudam a pessoa a repensar sobre sua alimentação. “Essas dietas ajudam na reflexão de uma coisa que é nobre para a saúde, que é a boa alimentação. Porém, a comida nem sempre fica em primeiro plano. Por exemplo, a mulher costuma pensar primeiro na roupa, no sapato e, por fim, na alimentação, mas não deixa de lado o cuidado de pensar no que vai ingerir para atingir o seu objetivo”, explicou.

Porém, o especialista alerta sobre a pesquisa de dietas feitas pela internet e sem o acompanhamento médico adequado. Além disso, é necessário estar atento a dietas hiperproteicas, com muita carne e ovos, que podem fazer mal à saúde, a exemplo de casos em que a pessoa tem um aumento de ácido úrico ou sobrecarga renal. “Esse tipo de dieta para pessoas predispostas a diabetes pode fazer com que o quadro se agrave”, alertou.

E, para evitar que esse tipo de dieta cause doenças crônicas, o médico reitera a importância de procurar um nutrólogo profissional para que a dieta correta seja passada de acordo com as necessidades da pessoa. “Um nutrólogo irá acompanhar e realizar exames que mostram qual o tipo de dieta se encaixa no perfil da pessoa”, concluiu.

Fonte: Assessoria/Unimed Catanduva

Be the first to comment on "Especialista da Unimed Catanduva dá dicas sobre alimentação e alerta sobre dietas milagrosas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*