Em último dia, Mostra Cênica Resistências traz peça de teatro de trupe potiguar no Zoom e show de Bixarte, cantora paraibana LGBTQIA+

A Mostra Cênica Resistências entra em seu último dia de programação nesta sexta (30/4), oferecendo ao público 12 atividades gratuitas, entre apresentações de teatro e música, sarau de poesia, bate-papos, bazar e exibição de videoartes.

A mostra online tem como um de seus destaques o espetáculo “A Casatória C’a Defunta”, da Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró (RN). A trupe apresenta pelo Zoom a versão online da peça, que já passou pelo FIT Rio Preto. Com muita música, cinco atores contam a história do medroso Afrânio, que está prestes a casar-se com a romântica Maria Flor, mas acidentalmente casa-se com a fantasmagórica Moça de Branco, que o conduz para o submundo. Lá, o jovem fará valorosos amigos e aprenderá uma grande lição, porém, está disposto a não desistir do seu amor verdadeiro, mesmo que isso lhe custe a própria vida. A sessão será às 20h e, para assistir, é preciso retirar ingresso antecipado pelo site Sympla.

Em seu último dia, a MCR também traz “Inimigos – Espetáculo Game”, do COATO Coletivo, de Salvador (BA), peça de teatro em formato de game, para ser baixada no celular. Em clima de suspense, o jogador-espectador assume a identidade de uma das personagens e trilha um caminho em um cenário aberto repleto de questões, atualizadas ao contexto nacional, a serem solucionadas. “Inimigos” é inspirada na obra “Um Inimigo do Povo” (1882), do dramaturgo Henrik Ibsen, e une artes cênicas, gamificação e o mundo do audiovisual.

A trama original de Ibsen conta a história de um médico em uma pequena cidade litorânea norueguesa que, ao tornar público um problema de contaminação dos recursos hídricos no balneário, torna-se gradativamente o inimigo do povo, ao contrário do que imaginara enquanto prestava esse parecer à saúde pública da população. A obra virtual atualiza o cenário aos nossos contextos nacionais, instigando à reflexão e ação sobre crise de recursos hídricos, o descaso com a saúde pública e a corrupção política e social. Para jogar, é preciso retirar ingresso no Sympla. Então, o espectador recebe um e-mail com o link que hospeda o aplicativo de “Inimigos” para baixar no celular.

O público também poderá conferir nesta sexta, às 22h, o show da cantora, compositora, poetisa e rapper, Bixarte, de João Pessoa (PB), reconhecida por cantar e recitar sobre o que vive e também sobre suas dores, anseios e paixões embalados nos ritmos do rap, funk e etnopop. A apresentação acontece dentro do módulo Cabaré da MADRE, espaço da Mostra dedicado a trabalhos artísticos que contribuem para a reflexão em torno da diversidade e do respeito às diferenças. Bicampeã do Slam (competição de poesia falada) da Paraíba e finalista do Slam Brasil, a artista em 2020 venceu a Rio Poetry Slam, competição realizada dentro da programação da Festa Literária das Periferias (Flup). Ela também é a primeira travesti ganhadora do Festival de Música da Paraíba.

Recentemente, Bixarte lançou o clipe da música “Oxum”, em homenagem ao orixá das águas doces e da fecundidade, que fará parte de seu novo álbum, “A Nova Era”. A música traz algumas das suas particularidades, crenças, desejos, vontades e respostas para perguntas que o mundo lhe faz. “Oxum é a música mais linda que eu já escrevi, para além das palavras, o amor que essa orixá carrega me deixa muito mais forte e confiante para querer continuar viva”, declarou, em suas redes sociais.

O Cabaré da MADRE acontece no YouTube e não é preciso retirar ingresso. Depois de Bixarte, no Cabaré tem a performance “Tarô Dissidente”, com Coletivo Dissidente. Fechando a noite, Vina Jaguatirica e Fredda Amorim, de Ouro Preto (MG), se apresentam em “Showme”, cuja proposta é dançar performatividade de bixas, travestis, mulheres e outras corporeidades oprimidas em espaços públicos ou virtuais. Com influência da carnavalidade brasileira e do tropicalismo, as “TravestiBixas” vão tocar e dançar em um setvisual. A mixagem é da polissonora Dj Lana Showme e a captação de vídeo, de Gustavo Maia.

Antes, 18h, a Mostra recebe o Sarau Pretas PalaBRas, no Facebook, atividade poética do coletivo Pretas PalaBRas que propaga a poesia preta, o protagonismo da mulher negra e as discussões político-sociais. A programação da Mostra conta ainda nesta sexta com diferentes ações online dos módulos Instantes WinMostra e Feira das Rosas ao longo do dia.

Sobre a Mostra

Primeira edição totalmente virtual do evento realizado desde 2014 pela Cia. Cênica, companhia teatral sediada em São José do Rio Preto (SP), a Mostra Cênica Resistências é realizada nesta edição em parceria com os coletivos GAL – Grupo de Apoio à Loucura, Agrupamento Núcleo 2, Pretas PalaBRas e Primavera nos Dentes. O evento começou no dia 23 de abril e, ao longo de seus oito dias de programação, conta com a participação de artistas de 10 estados brasileiros, com atrações divididas em seis módulos.

A realização é com recursos do Edital ProAC Expresso Lei Aldir Blanc nº 40/2020 – “Produção e Realização de Festival de Cultura de Economia Criativa com Apresentação Online”, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, via Lei Federal Aldir Blanc, de auxílio ao setor cultural.

SERVIÇO:

Mostra Cênica Resistências

De 23 a 30 de abril de 2021

Realização: Cia. Cênica, em parceria com Agrupamento Núcleo 2, GAL – Grupo de Apoio à Loucura, Pretas PalaBRas e Coletivo Primavera nos Dentes, através do ProAC Expresso Lei Aldir Blanc

Gratuito

Programação completa: ciacenica.com.br/sit/mostraresistencias2021

Ingressos e inscrições: www.sympla.com.br/produtor/mostracenicaresistencias

Gratuito

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes