Egressa da Medicina/Fameca é aprovada em vários concursos de Residência Médica pelo país

Egressa da 48ª turma da Medicina/Fameca Unifipa Dra. Gabriella Mello Tartari foi aprovada em vários concursos para vagas de Residência Médica. Nascida e criada em Catanduva diz que já sabia da tradição de qualidade de ensino da Fameca. “Já era uma das minhas primeiras opções. Foi uma alegria enorme quando passei no vestibular e no decorrer dos seis anos do curso fui tendo cada vez mais certeza de que havia feito a escolha certa, tanto pela Medicina em si quanto pela faculdade”.

Na Fameca/Unifipa Gabriela participou de atividades, com trabalhos concluídos em várias Ligas Acadêmicas, sempre levando a rotina de estudos muito a sério. “Eu participei da Liga da Dor e Anestesiologia, no primeiro e segundo ano, e no terceiro ano da Liga de Cirurgia de Urgência e Trauma, que contribuiu muito para escolha da Especialidade no futuro, além de adquirir experiências que vou levar para vida toda. Eu sempre busquei participar e aproveitar tudo o que a faculdade me oferecia, tanto com as aulas e as Ligas, quanto pela participação na Atlética e nos esportes, que sempre foram muito importantes, uma válvula de escape durante a rotina tão intensa do curso, principalmente nos dois últimos anos, com o Internato e o estudo para a Residência. Fazer essas atividades extracurriculares sempre me ajudou muito a criar rotina de organização e controle do tempo no dia-a-dia. Em relação à rotina de estudos, durante o quinto e sexto ano eu dividia o tempo para conciliar os estágios do Internato com os estudos para as provas de Residência, montando cronogramas, organizando a semana previamente e priorizando os assuntos mais importantes a serem estudados”, conta Gabriella.

Por meio das aulas oferecidas pelo curso de Medicina que ela soube o que queria fazer após a formatura. “Escolhi cursar Medicina já pensando em seguir a área de Cirurgia Geral. Mas o que também me ajudou muito na escolha foi o contato que tive com a área durante o curso e, principalmente, o convívio com alguns professores da Cirurgia, que sempre foram muito solícitos em nos ensinar e nos demonstrar na prática os procedimentos, as técnicas, os instrumentos, além da empatia e do modo de se lidar com os pacientes dentro e fora do centro cirúrgico”.

Ao se formar, no final de 2022, Gabriella começou a selecionar os concursos de Residência. Prestou prova para seis programas e foi aprovada onde mais queria. “Passei na USP, em Ribeirão Preto, onde eu mais desejava fazer a Residência. Prestei também na FAMEMA, em Marília, onde passei em 2° lugar; Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto, onde fiquei em 3° lugar, e em outros locais, ainda aguardando os resultados, como a UNESP de Botucatu, FAMERP, de Rio Preto, entre outras”. Gabriella disse que vários de seus amigos da 48ª turma também foram aprovados em vários concursos de Residência pelo país afora.

Aos alunos que estão cursando Medicina e egressos que querem obter bons resultados em concursos de Residência Médica, Gabriella disse que devem “acreditar que seu sonho é possível, independente do lugar que desejar estar; ser consciente que o preparo para as provas, seja para o vestibular ou para a Residência, exige muito foco e abdicação. Será um ano difícil; algumas coisas serão deixadas de lado, porém outras serão essenciais para se manter de pé e conseguir ter a constância que esse preparo exige. Além disso é importante conversar com pessoas que estão ou já estiveram em seu lugar e compartilhar as experiências e opiniões para descobrir qual o melhor caminho que você deve seguir para conquistar seu sonho e garantir sua vaga”.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes