EGAS80: Oito Décadas de Arte e Vida Intensas

Egas Francisco Sampaio de Souza nasce em São Paulo, em 1938. O filho da artista plástica baiana Maria de Lourdes Muniz Sampaio de Souza muda-se para Campinas aos 7 anos e ambos se adotam: a Cidade a ele e ele a Cidade.

Egas apresenta sua arte em importantes locais de Stuttgart, Milão, Frankfurt e Amsterdã, tem obras em importantes coleções particulares da Europa, das Américas e em acervos de museus e pinacotecas ao redor do mundo. Participa de inúmeras exposições – individuais e coletivas – no País e fora daqui.

O nível de produtividade de Egas sempre foi tão alto como sua capacidade de interpretar de forma imagética. Quando ele pinta um rosto, traz junto aos traços a alma e a personalidade da pessoa. E ama a luz solar, que busca todos os dias nos primeiros momentos da aurora, pois precisa dela para produzir intempestivamente.

Um dos artistas contemporâneos mais respeitados entra em seu octogésimo ano e presenteia a região com a abertura de seu atelier-casa em 15 de dezembro, sábado, a partir das 13 horas. E mostra todo o seu acervo. São obras antigas (muitas não estão à venda) e muitas inéditas criadas especialmente para este evento que abre as comemorações de oito décadas de paixão pela arte e pela vida.

“Egas Francisco é um desafio, de grande criatividade, técnica surpreendente, de uma densidade humana, um subjetivista”, diz o escritor Regis de Moraes. Alguém um dia lhe pergunta: ‘Você vive de Arte, Egas?’ e o artista responde: ‘Não, a arte vive de mim’, e determina: ‘A arte não significa, a arte é’.

“A ideia principal deste evento de abertura é possibilitar que todos possam ter uma obra de Egas: ele produziu aquarelas em formatos menores, assim, estas obras têm preço acessível. É um momento de a Cidade valorizar este talento incomparável”, diz a produtora artística e curadora Ligia Testa. E complementa: ‘trabalhar em meio às obras e ao pensamento dele nos tem levado a outros patamares do conhecimento, da interpretação. A equipe toda se embebeda deste mar de cores vulcânicas’.

O projeto que inicia neste sábado, dia 15 de dezembro – EGAS80 – pretende estender-se mostrando mais um pouco do genial Egas Francisco, durante 2019, para várias capitais do País e do exterior.

AGENDE-SE

Egas80 – Casa Aberta e Obras Acessíveis

Data: 15.dez.2018, sábado, das 13 às 20h

Local: Rua Serra da Mantiqueira, 25, Jardim Proença

Entrada Gratuita