Diálogo entre arte e tecnologia marca a programação do Festival Perfídia em São José do Rio Preto

O Perfídia – Festival de Performances e Novas Mídias inicia a programação de sua edição 2021 nesta quinta-feira, 11 de novembro, envolvendo cerca de 30 atrações de mais de 25 artistas e coletivos de São José do Rio Preto e outras localidades do Brasil. Organizada pela artista rio-pretense Luciana Ramin e por Otávio Oscar, o evento seguirá até sábado, 13 de novembro, envolvendo obras que evidenciam o diálogo entre arte e tecnologia. O Perfídia Rio Preto tem caráter híbrido, com atividades no ambiente virtual e outras que poderão ser acompanhadas presencialmente pelo público da região, respeitando os atuais protocolos sanitários de enfrentamento à pandemia da covid-19.

O Perfídia Rio Preto, nome que mescla as expressões “performance” e “novas mídias”, é uma mostra de multilinguagem que tem como foco a intersecção entre artes (vídeo, animação, música, performance, teatro, dança, música, imersão, intervenção urbana, interatividade) e as novas mídias (tecnologias da imagem e do som, aparelhos eletrônicos e digitais, sensores, internet e softwares), apostando no hibridismo e na interdisciplinaridade como motor de inovações estéticas.

Na quinta-feira, 11 de novembro, o Perfídia Rio Preto realiza sua abertura no Centro Cultural Vasco, com discotecagem de Harlen Felix DJ Set e show do power trio Psicorange. O Vasco também será palco da programação de sexta-feira, 12 de novembro, recebendo a ocupação dos artistas e coletivos selecionados no módulo _perfídiaCOLAB, além da performance-festa do coletivo de DJs Obscenidade na Pista, de Belo Horizonte (MG).

Para o público que marcará presença nas atividades do Centro Cultural Vasco, na quinta e na sexta, 11 e 12 de novembro, a organização do Perfídia Rio Preto exigirá a apresentação de comprovante de vacinação, além de ser obrigatório o uso de máscara.

A programação de sábado, 13 de novembro, é o ponto alto do Perfídia Rio Preto, com a realização de uma intervenção urbana de videomapping (projeção de vídeo que “mapeia” as formas e a arquitetura de grandes prédios) na Swift, patrimônio cultural e um dos cartões postais de São José do Rio Preto. VJs de diferentes partes do País participam dessa intervenção urbana: ILUMINOUS (Guaratuba-PR); VJ Lobo (Belém-PA); Luana Terra (Canoas-RS); VJ Montano (Rio de Janeiro-RJ); e NTHLCRVLH (Rio de Janeiro-RJ). Ainda haverá participação dos DJs Carol Tucuju (Macapá-AP/São Paulo-SP), Tupycaína (Araçatuba-SP) e Monstro (Rio Preto).

Devido às restrições sanitárias ainda em vigor, não haverá acesso ao estacionamento da Swift, mas o público poderá assistir a intervenção de videomapping das calçadas, ruas e do Anfiteatro Nelson Castro, que fica entre o prédio histórico e a Represa Municipal.

A programação do Perfídia Rio Preto também traz atividades na pista de caminhada da Av. Philadelpho Gouveia Neto voltadas para as crianças e suas família (_perfidinha), além do _perSOFAME, uma instalação urbana com TV e cadeiras para o público assistir à mostra de viodeoperformances do festival.

_perfídiaCOLAB

O Perfídia Rio Preto sela um inédito encontro de artistas e coletivos da cena rio-pretense, que participam de uma residência artista por meio do módulo _perfídiaCOLAB. Serão apresentadas ao público obras inéditas criadas a partir da investigação em torno do diálogo entre arte e tecnologia.

Participam do _perfídiaCOLAB o coletivo Robo.Art, que apresenta uma videoinstalação interativa no Centro Cultural Vasco e uma performance audiovisual com áudio reativo durante o videomapping na Swift; o Coletivo Dissidente, que adapta a sua obra “Tarô Dissidente” para uma jogo de tarô digital interativo; o Agrupamento Núcleo 2, encabeçado pelo artista multimídia Jef Telles, que apresenta uma obra em áudio binaural com acesso por QR Code em diversas áreas verdes da cidade, além de uma instalação digital na ocupação do Vasco; e o artista multimídia Wagner Orniz, que participa com uma instalação urbana que compartilha uma cartografia da memória, através de áudios que podem ser acessados por QR Code espalhados em diversos pontos de São José do Rio Preto.

O Perfídia – Festival de Performances e Novas Mídias foi viabilizado pelo PROAC Expresso Editais, da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa e Governo do Estado de São Paulo.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes