Curiosidades da Copa do Mundo – Parte II

No artigo  anterior abordamos as curiosidades das Copas de 1930(Uruguai), 1934(Itália),  1938(França) e 1950(Brasil), lembrando que no período da segunda guerra mundial o torneio esteve suspenso, reiniciando-se somente em 1950. Até então, só existiam dois campeões mundiais:  Uruguai(30 e 50) e Itália(34 e 38). Essa hegemonia foi quebrada em 1954.

SUÍÇA/1954 – Na Copa do Mundo da Suíça,  um fato causou preocupação aos que estavam  assistindo ao jogo entre Uruguai e Hungria. Após fazer o gol de empate para sua seleção, o uruguaio Juan Eduardo Hohberg desmaiou em campo, correndo sério risco. Ele recebeu atendimento médico e se recuperou no hospital. Pela primeira vez os jogadores receberam números fixos para facilitar a identificação pela TV. A partida de estreia da Copa, entre Iugoslávia e França, foi a primeira a ter transmissão direta pela televisão. Os iugoslavos levaram a melhor, vencendo pelo placar de 1 a 0. Essa Copa foi a que registrou a maior média de gols –  5,38 gols por partida (total de 140 gols). A campeã, Alemanha Ocidental,  decidiu a final com a anfitriã Suíça, ganhando de 3 a 2. O capitão da seleção alemã Fritz Walter, que ergueu a taça,   havia sido paraquedista do exército de Adolf Hitler. Foi a única vez que a Suíça disputou uma final.

SUÉCIA/1958 – O Mundial da Suécia foi o primeiro a receber cobertura televisiva internacional. Assim, o mundo conheceria Pelé. O Rei, com apenas 17 anos,  eternizaria a camisa 10, passando para história também como o jogador mais novo a marcar um gol em Copa do Mundo, no jogo contra a seleção do País de Gales. A decisão foi em 29 de junho e,  no mesmo horário do jogo o São Paulo estava jogando em Catanduva contra o então Catanduva Esporte Clube,  no estádio Silvio Salles, tendo vencido por 3 a 1. Bellini, o capitão do Brasil, ao posar para a foto  a pedido dos fotógrafos,  ergueu a taça e,  “sem querer querendo”,  eternizou um gesto repetido a partir de então  pelos campeões do futebol.  Alguns goleiros já haviam jogado com luvas, mas nunca em Copas do Mundo. Coube a Lev Yashin, da União Soviética, essa honraria. Na final contra a anfitriã Suécia, o Brasil venceu por 5 a 2, conquistando o seu primeiro campeonato.

CHILE/1962 – Na Copa do Mundo do Chile, realizada em 1962, na disputada partida entre Brasil e Inglaterra,  um cachorro invadiu o campo e proporcionou uma das cenas mais hilárias de todos os tempos da Copa. O habilidoso Garrincha foi pra cima do animal, porém,  tomou um drible. Já o jogador inglês Greaves, que não era tão habilidoso quanto o ponta brasileiro, teve sucesso na investida e pegou o cão. Essa foi  uma das mais violentas Copas  de todos os tempos. Nos cinco primeiros dias de jogos, cerca de 50 jogadores ficaram contundidos em função de jogadas violentas. Não existia o uso de cartões, pratica que começou somente em 1970. Amarildo substituiu Pelé, a partir do segundo jogo da Copa, e não deixou por menos. Tanto que ganhou o apelido de “possesso”. Sua participação foi tão importante que após o mundial se transferiu para o futebol europeu. O atacante brasileiro Mazola que havia jogado pela seleção brasileira  em 1958, naturalizou-se italiano e adotou o nome de Altafini, jogando pela “Azurra” no mundial do Chile. O Brasil tornou-se bicampeão, superando a Tchecoslovaquia em 3 a 1.

INGLATERRA/1966 – Foi o primeiro país a adotar mascote.  Era o  simpático leãozinho chamado Willie,  animal que tradicionalmente simboliza o Reino Unido. Desde então, todas as Copas tiveram um mascote, normalmente ligado à cultura do país. Nessa Copa, aconteceu uma das maiores zebras da história do futebol: a Itália foi eliminada pela Coreia do Norte.  Foi a primeira Copa que teve replays dos principais lances das partidas mostrados pela televisão. A Inglaterra tornou-se bicampeã, derrotando a Alemanha Ocidental por 4 a 2. Passados 30 anos um computador da Universidade de Oxford mostrou que o gol que deu o título para a Inglaterra,  na final,  foi roubado. A bola caiu 2,5 centímetros antes da linha de gol.

MÉXICO/1970 – O México apresentou ao mundo o Juanito, menino usando um sombrero, mascote símbolo daquela Copa. – Foi a primeira a ter as partidas transmitidas ao vivo pela televisão(em preto e branco) e os cartões vermelho e amarelo foram utilizados pela primeira vez. Foi a quarta e última Copa que Pelé disputou. O Rei do Futebol marcou 10 gols e venceu três vezes a principal competição de futebol do Mundo. O Brasil derrotou a Itália na final por 4 a 1, tornando-se o primeiro tricampeão mundial e ficando  como o detentor definitivo da Taça Jules Rimet, erguida pelo capitão do tri Carlos Alberto Torres.

ALEMANHA OCIDENTAL/1974 –  Quando ainda se preparava para o Mundial, a seleção do Uruguai viajou para a Indonésia e  a Austrália para disputar amistosos. Pouco antes de deixar seu país, os uruguaios cancelaram as reservas do voo e deixaram para partir à noite. O avião que seguiu sem a equipe acabou caindo, matando 107 pessoas. Na final,  a Alemanha Ocidental  derrotou a seleção da Holanda, que ficou conhecida como “Laranja Mecânica”, pelo placar de  2 a 1, tornando-se também tricampeã ao lado do Brasil. Cada jogador da Alemanha recebeu US$50 mil(menos de R$200 mil) pelo título conquistado. Os jogadores holandeses alcançaram grande popularidade na Copa de 1974. Cruyff e companhia aproveitaram o sucesso e começaram a cobrar por autógrafos. Graças as críticas vorazes da imprensa, os boleiros da Holanda pararam de cobrar. A derrota na final da Copa abalou muito o craque do time Johan Cruyff, que prometeu nunca mais disputar uma Copa do Mundo. E cumpriu sua promessa.(continua na próxima edição)

(fontes: https://www.suapesquisa.com/futebol/curiosidades_Copa.htm – https://www. suapesquisa.com/futebol/curiosidades_Copa.htm –  http://www. campeoesdofutebol. com.br/Copa_mundo.html – http://Copadomundo.uol.com.br/2010/historia-das-Copas/2006-alemanha/voce-sabia/curiosidades.jhtm)

 

advogado tributário

www.buchadvocacia.com.br

[email protected]