Crianças se divertem e aprendem em projeto de horta orgânica

As crianças das escolas Graciema Ramos da Silva e Coronel José Pedro da Motta, integrantes do Projeto Brincando e Aprendendo do CAIC, aprendem e se divertem cuidando de sua própria horta orgânica. Os produtos, livres de agrotóxico, também servem de alimento para os alunos do projeto.

Todos os dias, cerca de 300 crianças – alunos do 1º ao 5º ano de ambas as escolas – participam do plantio e cultivo dos produtos: tiram mato e formiga, jogam água, mantêm a umidade da terra e contribuem para fazer o adubo. As interações são no período da manhã e tarde, no contraturno do horário escolar.

Entre outras coisas, a horta orgânica permite o contato com a natureza e, principalmente, contribui para a alimentação saudável, já que os alimentos cultivados não têm agrotóxicos e são servidos nas refeições das crianças.

De acordo com a engenheira agrônoma Mayra Dyonísio Polo, arte-educadora responsável pela ação, a horta orgânica mudou o jeito das crianças enxergarem a terra e os alimentos.

“As crianças que não gostavam de legumes e verduras comem esses ingredientes com satisfação, porque foram cultivados por elas mesmas. Algumas delas sequer colocavam a mão na terra e hoje estão completamente integradas à natureza”, disse.

A horta do CAIC conta com frutas, verduras e legumes. Os alimentos produzidos são: abacaxi, banana, pitanga, acerola, maracujá, morango, couve alface, almeirão, tomate cereja, cenoura, beterraba, mandioca, brócolis e berinjela, além de temperos.

Responsável pelo CAIC, a educadora Elizabete Boni Jorge é entusiasta do projeto. “A gente percebe nos olhos dessas crianças o carinho e a paixão que elas adquiriram por essa atividade. É muito bom vê-las felizes ao colherem sua própria produção.”

Quando há impossibilidade da aula prática, em razão de chuva e mau tempo, os alunos participam de aulas teóricas sobre alimentação saudável. Inicialmente, a atividade contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, que preparou o terreno para receber as mudas e sementes.

Fonte: Assessoria/Prefeitura