CPI dos Deslizamentos na Alesp pedirá dados sobre áreas de risco e fará diligências em São Sebastião

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para investigar deslizamentos de encostas nos municípios paulistas aprovou, em reunião realizada nesta quarta-feira (21), a solicitação de dados sobre áreas de risco e o convite a especialistas. Também está prevista a realização de diligências presenciais em São Sebastião, município do Litoral Paulista onde 64 pessoas morreram em um forte temporal. A tragédia ocorreu em fevereiro.

Com a aprovação de um requerimento do deputado Capitão Telhada (PP), a CPI quer que o Núcleo de Avaliação Estratégica (NAE), órgão instalado na Assembleia para avaliar políticas públicas estaduais, envie o mapeamento de áreas com risco de desabamento e de alagamento no Estado, a quantidade de pessoas que moram nesses locais e, também, quais políticas públicas estão sendo desenvolvidas para prevenir ou mitigar o risco de novas tragédias.

O Colegiado aprovou, também, o requerimento do deputado Donato (PT), que pediu a realização de diligências da CPI em São Sebastião. Segundo o deputado, a ideia é que os parlamentares possam ter contato direto com representantes da Defesa Civil, da Prefeitura e, principalmente, com a população local. “Precisamos ouvir presencialmente a angústia e as demandas de quem foi atingido, para que possamos tirar lições e evitar novas tragédias”, comentou.

Ainda na mesma reunião, foram aprovados dois requerimentos da presidente da CPI, Fabiana Barroso (PL), para que sejam convidados o coordenador da Defesa Civil de São Sebastião, Wagner Barroso, o geólogo Fabrício Araújo Mirandola e o engenheiro civil Geraldo Figueiredo Carvalho Gama Jr. Ainda não há data para que esses profissionais sejam ouvidos.

Plano de trabalho

Por ser a primeira reunião de trabalho da CPI, a presidente Fabiana Barroso apresentou aos colegas o plano de trabalho que o grupo seguirá. “A CPI é para entender e buscar respostas. O plano vai dar condução e direção para que o nosso trabalho tenha eficácia”, comentou.

A reunião desta quarta contou com as deputadas Fabiana Barroso (PL); Ediane Maria (PSOL); e com os deputados Donato (PT); Jorge do Carmo (PT) e Capitão Telhada (PP). O próximo encontro do Colegiado deve acontecer em agosto, ainda sem data agendada.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes