Cozinha Piloto atinge produção mensal de 90 mil pães

A produção da Cozinha Piloto, da Prefeitura de Catanduva, está a todo vapor. Na área da padaria, são fabricados 90 mil pães a cada mês, destinados às escolas e entidades vinculadas ao município e ao funcionalismo público. Cada pão gera uma economia de R$ 0,20 aos cofres públicos, na comparação com o contrato existente antes, com expectativa anual de redução de custos superior a R$ 200 mil. A estimativa não incorpora gastos com energia, gás e demais contas do gênero.

De acordo com a Chefe de Divisão de Merenda Escolar da Secretaria Municipal de Educação, Andreia Lemes de Almeida Menegoli, a produção tem atendido as expectativas e necessidades das escolas. “Além das unidades da rede, atendemos as creches vinculadas ao município, além da Apae e da Casa do Menor”, explica.

A Cozinha Piloto funciona das 5 às 15 horas, com seis funcionários – sendo quatro merendeiras e dois auxiliares de produção. O trabalho tem o acompanhamento de Andreia, das nutricionistas Odete Hamra e Larissa Volpini Rapina e da engenheira de alimentos Maria Luiza Silva Fazio.

“O valor nutricional dos pães é adequado à faixa etária das nossas crianças. Na fabricação, não utilizamos leite, em razão de casos de intolerância à lactose, nem conservantes, além de pouca quantidade de sal – para preservar a saúde dos alunos e também dos funcionários atendidos pela Cozinha”, explicou Maria Luiza.

A produção do pão artesanal é contínua. Somente às segundas-feiras, em razão da falta de tempo hábil para a preparação do alimento e entrega nas escolas, no café da manhã dos alunos são servidos bolacha e leite.

“A aceitação das crianças tem sido bastante positiva. Inclusive, desde o início da produção até agora, já tivemos aumento nos pedidos. Os funcionários também aprovaram o sabor do nosso pão. É claro que o aperfeiçoamento é sempre necessário e temos trabalhado nisso constantemente”, disse a secretária Municipal de Educação, Professora Tânia Aparecida Ribeiro Fonseca.

Fonte: Assessoria/Prefeitura