Como manter a alimentação saudável nas confraternizações?

Com a chegada das festas de fim, o cardápio com variedades de pratos aumenta o nosso paladar e é quase irresistível controlar o apetite. Procurar manter o equilíbrio pode parecer difícil, mas não impossível, conforme explica a endocrinologista e cooperada da Unimed Catanduva, Roberta Peres Esteves.

“Libero meus pacientes na véspera e no dia do Natal e do Ano Novo, para comemorar. É um momento de celebrar. O importante é não emendar entre estas duas datas, e evitar o excesso na alimentação”, ressalta.

A endocrinologista explica que no período das confraternizações o ideal é usar o bom senso e praticar o “desapego”. O que tiver que consumir, consumir na festa, sem exagero e não levar sobras para casa.

Outra dica da especialista é saber priorizar o que faz mais sentido para o seu paladar, como há muito variedade no cardápio, o ideal é fazer uma análise e optar por porções. Procurar ingestão de saladas entre as refeições pode ajudar a amenizar as calorias, lembrando que deve-se evitar o excesso de molho, maionese, considerados mais calóricos.

A ingestão de frutas como o abacaxi e a uva pode ser ótima aliada. “O abacaxi colabora com uma boa digestão, elimina toxina do organismo. A uva passa tem muita fibra e ajuda também no processo digestório”, explicou.

Outro ‘vilão’ difícil de resistir sãos as sobremesas. Porém, a especialista adverte: “não precisa experimentar de tudo! Lembre-se que o primeiro pedaço do bolo tem o mesmo sabor que o segundo, o terceiro”.

No caso de pacientes diabéticos a recomendação é procurar optar por sobremesa sem açúcar. Outra dica é checar a glicemia antes de ir para a festa, prevenindo-se assim o controle da dosagem da insulina ou medicação, por exemplo.

Em relação ao consumo de álcool é interesse ter cautela, alternando a bebida com poucas doses e muita ingestão de água.

Foto: Divulgação.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes