Começa nesta segunda primeira etapa das obras de reforma e ampliação do Hospital Padre Albino

A L+M – Construção de contextos de prosperidade em ambientes de saúde foi contratada pela Fundação Padre Albino para desenvolver estudo, denominado “Design do Futuro”, oferecendo soluções que permitam a tomada de decisões em longo prazo, além de decisões emergenciais. O primeiro movimento tático proposto foi a remodelação e adequação da recepção da Rua Belém do Hospital Padre Albino, construção de duas torres de elevadores para separação dos fluxos de serviço e social, escadas de saída de emergência e área gourmet. A obra, que mudará a ambiência e consequentemente proporcionará melhor acolhimento aos pacientes e acompanhantes, será iniciada nesta segunda-feira (17) e seu término previsto para 14 meses.
A obra não vai interferir no funcionamento do hospital. De acordo com a diretora de Saúde e Assistência Social, Renata Rocha Bugatti, haverá mudança no fluxo de entrada dos visitantes e acompanhantes. “O Departamento Comercial, a Central de Laudos e o PABX foram transferidos para imóvel na Rua Belém e a portaria da Rua Belém será fechada”, informa. “O fluxo será dividido entre as portarias na Rua 13 de Maio, da Unidade de Urgência e Emergência (SUS) e do CDI, (visitantes e acompanhantes de convênios/particular – 5º andar, Maternidade I, Posto 3 e visita religiosa).
A troca para acompanhante será das 6h30 às 8h30 e das 17h30 às 18h30; na Enfermaria Convênio, das 10h às 11h e das 18h às 19h; Enfermarias SUS, das 13h30 às 14h30 (paciente que tem direito a acompanhante não é permitida visita); UTI Adulta, das 11h30 às 12h, leitos ímpares, e das 12h às 12h30, leitos pares; UTIs Neonatal e Infantil, das 12h às 13h, o pai ou a mãe; UTQ, das 16h30 às 17h; Unidade de Urgência e Emergência, a partir das 13h30, apenas 15 minutos; Repouso, das 11h30 às 12h, e visitas religiosas das 9h às 10h para todos os setores, com comprovação da função.

Plano diretor

O diretor presidente da Diretoria Executiva da Fundação, Reginaldo Lopes, explica que o Design do Futuro contém plano diretor, denominação usual para “o conjunto das propostas de mudanças no edifício, que o amplia, pois conecta as propostas de mudanças de espaços com as de processos, tecnologias e pessoas, que geram resultados para a instituição”.

Reginaldo ressalta que a execução do projeto Design do Futuro, em futuras intervenções, criará soluções, aumentará a capacidade instalada e a eficiência operacional das atividades assistenciais, com ações que consolidem a imagem dos hospitais Padre Albino e Emílio Carlos como Excelência em Assistência, Ensino e Pesquisa na região. O presidente acrescenta que o projeto “contempla, ainda, critérios mínimos de segurança e conforto para as operações de atendimento e experiências dos usuários que parametrizarão cenários de mudanças em espaços e infraestrutura, critérios de atendimentos e rotas de fuga, com base na legislação vigente”.

A obra será feita pela Construcione – Engenharia e Construções, da cidade de Piracicaba/SP, que venceu a concorrência feita pela Fundação Padre Albino. A construtora terá equipe altamente qualificada e estruturada, com gerente líder do projeto, equipe de design e operação, arquitetos de desenvolvimento, engenheiro de tecnologias médicas e prediais, arquitetos de ambientação, engenheiro de orçamentos e de instalações para as entregas de conformidade com segurança, qualidade e no menor prazo tecnicamente recomendável.

Foto: Colocação dos tapumes da obra.
Crédito: Comunicação/FPA

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes