Com tradução em libras, grupo de mamulengo traz espetáculo de cordel

O grupo brasiliense “Mamulengo Sem Fronteiras” apresenta ao vivo e online o espetáculo “O Romance do Pavão Misterioso”, a partir das 19h, na programação do “Festival de Janeiro – Edição Especial”, trazendo uma releitura do clássico “Romance do Pavão Misterioso”, escrito há quase 100 anos pelo poeta e cordelista brasileiro José Camelo de Melo.
A transmissão da peça será realizada pelo site www.festivaldejaneiro.com e também pelo Facebook do Sesi/SP. O festival, realizado pela Cia. Fábrica de Sonhos, fez questão de manter nas apresentações virtuais a tradução em libras, proposta que o Festival é pioneiro em São José do Rio Preto (SP) deste o ano de 2017.
“Estamos descobrindo e experimentando durante o festival, com os coletivos participantes, essa arte de fazer teatro, por meio das possibilidades e dos desafios do universo online. E ainda, cientes do nosso compromisso com a sociedade em fomentarmos a cena cultural com qualidade e acessibilidade, trazemos em todas as nossas transmissões a tradução em libras. A arte nos conecta e a inclusão se faz primordial para atingirmos mais pessoas e os nossos objetivos”, afirma Drica Sanches, que é a idealizadora do festival e da Cia. Fábrica de Sonhos.
A peça “O Romance do Pavão Misterioso” mostra a junção do grupo brasiliense ao diretor e bonequeiro Chico Simões com uma adaptação do livro “O Cordel: O Romance do Pavão Misterioso”, um dos mais vendido no nordeste brasileiro, fazendo assim uma releitura moderna da obra, sem tirar elementos fundamentais e clássicos do texto.
De acordo com ator mamulengueiro Walter Cedro, que faz parte do elenco, o espetáculo conta a história de Evangelista, que é um rapaz apaixonado por Creuza, uma donzela conservadora que vive aprisionada pelo seu pai, o conde Mustafar Ralame Salame, em um sobrado. Evangelista resgata e foge com a moça, contando com a ajuda de um pavão mecânico, construído por um cientista. A invenção insere-se em uma simbologia: signo solar, do fogo, da beleza, do poder de transmutação e vistosidade.
No mesmo dia, às 11h, o grupo “Mamulengos Sem Fronteiras” realiza o workshop: “Teatro e histórias do Mamulengo”. E às 20h, após a apresentação online do espetáculo, os integrantes do grupo de Brasília participam de um debate, mediado por Guido Caratori, que é ator, dramaturgo e diretor artístico da Cia. Fábrica de Sonhos, de São José do Rio Preto (SP) com a presença de Dib Carneiro Neto, um dos mais importantes críticos da produção teatral feita atualmente para crianças no Brasil. Guido também dividiu a curadoria do “Festival de Janeiro – Edição Especial”, com o ator, diretor e dramaturgo Eduardo Catanozi.
Todas as atividades formativas do festival serão realizadas via plataforma Zoom porque a capacidade é limitada a 20 inscritos. “É importante ressaltar que após a apresentação online, os espetáculos ficarão disponíveis no site do festival até o dia 31 de maio”, afirmou Drica Sanches. Os ingressos gratuitos para todas as atividades formativas e os espetáculos do “Festival de Janeiro – Edição Especial” estão disponíveis na plataforma Sympla.

Sobre o festival
A programação do “Festival de Janeiro – Edição Especial” segue até domingo, dia 18 de abril. O projeto foi contemplado com recursos do edital PROAC Expresso Lei Aldir Blanc Nº 40/2020 – Produção e realização de Festival de Cultura e Economia Criativa com apresentação online. O “Festival de Janeiro – Edição Especial” tem patrocínio do Riopreto Shopping, apoio do Sesi/SP, World Games e Levare Transportes e promoção da TV TEM. A realização é da Cia. Fábrica de Sonhos, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura.

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL DE JANEIRO – EDIÇÃO ESPECIAL

Dia 16 de abril (sexta-feira)
Companhia de teatro participante: GT Mamulengo Sem Fronteiras – Brasíllia/DF
11h: Workshop: “Teatro e histórias do Mamulengo”
19h: Espetáculo: “O Romance do Pavão Misterioso”
20h: Debate mediado pelo diretor artístico da Cia. Fábrica de Sonhos, Guido Caratori, com a participação do crítico Dib Carneiro Neto
Exibição: Site da Cia. Fábrica de Sonhos (www.festivaldejaneiro.com) e Facebook SESI/SP

Dia 17 de abril (sábado)
Companhia de teatro participante: Cia. Fábrica de Sonhos
11h: Workshop: “Personificação de animais”
16h: Espetáculo: “Era uma vez… A Cigarra e a Formiga”
17h: Debate mediado pelo diretor artístico da Cia. Fábrica de Sonhos, Guido Caratori, com a participação do crítico Dib Carneiro Neto
Exibição: Site da Cia. Fábrica de Sonhos (www.festivaldejaneiro.com) e Facebook SESI/SP

Dia 18 de abril (domingo)
Companhia de teatro participante: Essaé Cia.
11h: Workshop: “Princípios Básicos do Teatro de Formas Animadas”
16h: Espetáculo: “A última aventura de Gilgamesh”
17h: Debate mediado pelo diretor artístico da Cia. Fábrica de Sonhos, Guido Caratori, com a participação do crítico Dib Carneiro Neto
Exibição: Site da Cia. Fábrica de Sonhos (www.festivaldejaneiro.com) e Facebook SESI/SP

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes