Com mais de 400 artistas, Circuito Sesc de Artes acontece em 123 cidades do estado de São Paulo

Com uma extensa programação nas áreas de música, dança, circo, teatro, cinema, literatura, artes visuais e tecnologias, o Circuito Sesc de Artes chega a 2023 levando uma programação gratuita com espetáculos, intervenções, mediações de leitura e oficinas, às praças, ruas e parques de 123 cidades do estado de São Paulo. Realizado pelo Sesc São Paulo em parceria com prefeituras municipais e sindicatos do comércio, serviços e turismo locais, o evento reúne 75 trabalhos artísticos distribuídos em seis finais de semana entre os dias 21 de outubro e 26 de novembro. 

Fruto de uma curadoria coletiva, feita com as unidades do Sesc no estado, a escolha das atrações mostrou um olhar atento para a diversidade e a representatividade. Serão mais de 700 atividades divididas em 12 roteiros diferentes, que percorrerão municípios da Grande São Paulo, interior e litoral paulista abrangendo todas as idades e interesses.

Realizado desde 2008, o Circuito Sesc de Artes ao concentrar todas as atividades em espaços públicos, como praças e parques, que são pontos de referência em cada município, convida a população a desfrutar de uma programação diferente e vivenciar experiências únicas.

Dois dos roteiros com uma série de atrações vão passar por cidades da região abrangida pelo Sesc Catanduva. A programação começa por Ibirá (21 de outubro) e Bebedouro (22 de outubro), com o Roteiro 4. Depois, Olímpia (4 de novembro), Monte Alto (5 de novembro), Novo Horizonte (18 de novembro) e Paraíso (19 de novembro) recebem o Roteiro 3.

“É na confluência de ruas e sentidos, largos e praças, unindo expressões artísticas e públicos diversos, que ocorre o Circuito Sesc de Artes. Com tais iniciativas, que oferecem tanto experimentações socioculturais quanto vivências coletivas, o Sesc reitera sua atuação na difusão de conhecimentos, contribuindo assim para a ampliação de repertórios de seus públicos. E ao estimular a convivência com a diversidade de pessoas e ambientes, entendendo-a como elemento central de sociabilização, a instituição espera ainda reforçar as conexões democráticas que sustentam o tecido social”, comenta Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

Programação – Roteiro 3

A música marca presença no Roteiro 3 da edição 2023 do Circuito Sesc de Artes com apresentações das DJs Alliblack e Emily Souza, que se revezam nos finais de semana e trazem uma seleção de ritmos da cultura negra, como hip hop, jazz, blues, samba, soul, funk e afrobeat. Nascida no Mato Grosso do Sul, Alliblack é poeta, rapper, DJ, mestre de cerimônias e produtora cultural. De São Paulo, Emily Souza atua como DJ e produtora de eventos do Slam Quilombo de Dandara.

Outra atração musical é o projeto Moda de Rock, dos músicos Ricardo Vignini e Zé Helder, que transforma canções clássicas do rock em versões instrumentais para viola caipira. O repertório combina sucessos de bandas nacionais, como Mutantes, Novos Baianos, Ira! e Plebe Rude, e estrangeiras, a exemplo de Beatles, Nirvana, Queen e Led Zeppelin.

Públicos de todas as idades poderão se divertir com a intervenção Cabeção Pelo Mundo, da dançarina e manipuladora Maria Eugenia Tita, que dá vida ao simpático e encantador boneco Cabeção, herdeiro das tradições populares brasileiras. Ao ritmo de passos de frevo, cavalo marinho, caboclinho e capoeira, ele convida a plateia a se entregar à dança e ao riso.

Equilibrismo, malabarismo e acrobacias conduzem o espetáculo Herolino, o faxineiro, de Erickson Almeida, que transforma a limpeza em um grande show.  Quando chega para seu primeiro dia de trabalho em um novo local – o circo –, o faxineiro Herolino se deixa levar pela imaginação e inventa números incríveis com vassoura, balde e espanador.

Usando óculos e fones de ouvido especiais, o público poderá participar de uma experiência de cinema em realidade virtual. Em Amazônia Viva [Dir: Estevão Ciavatta, Brasil, 2022, 10 min], o público é transportado para a região do rio Tapajós e viaja ao coração da floresta. Conduzida pela líder indígena Raquel Tupinambá, da comunidade Surucuá, a narrativa ajuda a entender a importância do local e de sua preservação. Em 2023, a obra levou o prêmio de Melhor Filme de Realidade Virtual 360° no Barcelona Planet Film Festival.

Na oficina Sonorilândia em Sinopets, o artista, educador e musicoterapeuta André Pereira Lindenberg, conhecido como Dedéco, propõe a transformação de garrafas PET em instrumentos musicais. A atividade mostra como produzir sinopets, sinos feitos com o material. Ao final, o público é convidado a se aventurar como regente da sinfonia sonora produzida em conjunto.

Já com a Bikeoteca, uma bicicleta transformada em biblioteca ambulante, o grupo Histórias da Nana, de Presidente Prudente, busca estimular a formação de leitores. Além de explorar livremente os títulos disponíveis, com sugestões para todas as idades, o público pode pedir indicações e participar de mediações individuais e interações literárias.

Programação – Roteiro 4

A programação conta com apresentações da DJ Flávia Santos, do Discotecagem Mulheres do Brasil, que promete um repertório eclético, da velha guarda de Nilze Carvalho (1980) à contemporaneidade de MC Tha (2019). Para a seleção, a DJ garimpou sua coleção de discos de vinil para ampliar os horizontes a fim de incluir artistas de todo o país.

O Teatro de Caixeiros, de Ribeirão Preto, apresenta a intervenção Teatro Lambe-Lambe, com cenas curtas, palco, adereços e bonecos em miniatura e que se desenvolve dentro de uma caixa fechada, com sessões individuais. O grupo reúne seus integrantes para contar histórias e surpreender e encantar o público com esse gênero teatral de origem brasileira.

Já o espetáculo Circo da Cuesta, da Cia Beira Serra, de Botucatu, promove o encontro das técnicas circenses com a cultura popular caipira. Na montagem, os artistas não chegam para apresentar o circo na quermesse do vilarejo de Nossa Senhora das Dores de Cima da Serra e os organizadores do evento precisam improvisar com números de malabarismo, acrobacias e ilusionismo.

Composto por artistas multidisciplinares, o coletivo Capoeira para todes, de Campinas, apresenta uma combinação de passos do movimento afro-brasileiro e do vogue Femme.  Surgido em Campinas, o grupo existe desde 2019 e tem como foco ser um espaço de acolhimento e respeito às diferenças.

Na oficina Biojoias de shapes de skates, o skatista, artesão e artista plástico Radamés Góis propõe a confecção de brincos e colares de formatos geométricos a partir de pranchas de madeira que normalmente seriam descartadas quando os skates se quebram. O material reaproveitado, feito de lâminas de madeira tingida, é combinado a argolas, cordões e anzóis para produzir biojoias coloridas e criativas, de design sustentável.

Com a Biblioteca Pé da Letra, o Fio da Meada, de Ribeirão Preto, pretende incentivar a leitura e despertar a curiosidade pelo mundo das letras por meio de ações que estimulem a criação de vínculos afetivos com os livros. Em “Primeiros encontros com um novo amigo”, por exemplo, o público é convidado a descobrir o objeto por meio de suas cores, formas e texturas. É possível consultar os títulos disponíveis em uma biblioteca itinerante montada em uma estrutura de bicicleta durante toda a atividade.

CENTRAL DE RELACIONAMENTO ITINERANTE


Durante as ações do Circuito Sesc de Artes, será disponibilizada a Central de Relacionamento Itinerante, onde o público prioritário do Sesc – trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo – terá a oportunidade de realizar pela primeira vez, ou renovar, a Credencial Plena, e inserir seus familiares como dependentes. Relação de documentos necessários em sescsp.org.br/credencialplena.

Serviço:

Circuito Sesc de Artes 2023 – De 21 de outubro a 26 de novembro, sábados e domingos.

Programação completa disponível em www.sescsp.org.br/circuitosescdeartes.

Em caso de chuva, os endereços do novo local estarão disponíveis no site oficial.

Roteiro 4

Ibirá
21 de outubro, sábado, das 15h às 19h
Praça Nove de Julho – Centro – Ibirá.


Bebedouro
22 de outubro, domingo, das 14h às 18h
Parque da Família – Avenida Pref. Hércules Pereira Hortal, s/nº – Jardim São Sebastião – Bebedouro.

Roteiro 3

Olímpia 
4 de novembro, sábado, das 16h às 20h 
ECO – Estação Cultural de Olímpia – Rua Cel. José Medeiros, 477 – Patrimônio de São João Batista (antiga Estação Ferroviária) – Olímpia.

Monte Alto 
5 de novembro, domingo, das 16h às 20h 
Centro de Lazer – Rua Antônio Grego, 35 – Tangará – Monte Alto.

Novo Horizonte 
18 de novembro, sábado, das 16h às 20h 
Praça Nove de Julho/Bancão – Novo Horizonte.


Paraíso 
19 de novembro, domingo, das 16h às 20h 
Praça da Matriz, s/nº – Centro – Paraíso.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes