Colégio Catanduva retorna ‘Jogos Interclasses’ após 10 anos

O Colégio Catanduva retornou, após dez anos, os ‘Jogos Interclasses’ que, neste ano, com organização dos docentes de Educação Física, Profa. Ana Karina Cassoli Nardi e Prof. Marcus Leandro Tambellini, envolveu alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Médio.

Ocorrido em setembro (19 a 23), mesmo período da Semana Monsenhor Albino, o Interclasses disseminou entre os alunos participantes um dos valores instituídos pela Fundação Padre Albino, mantenedora do Colégio, que é a ‘sustentação do valor histórico de Padre Albino’. “Resgatamos os jogos Interclasses após dez anos de sua última realização, embasados no seguinte tripé: Respeito/Solidariedade/Empatia, pensando no legado deixado pelo Monsenhor Albino com valores essenciais que nunca devem ser perdidos; os jogos objetivam a integração, acolhimento, companheirismo e, principalmente, trabalho em equipe”, pontuou o Prof. Marcus Tambellini.

De 2ª a 5ª feira ocorreram as atividades e, na 6ª feira, as premiações. As modalidades futsal e queimada ficaram com os alunos do Ensino Fundamental; o futebol e vôlei com os alunos do Ensino Médio. “Foram dez classes envolvidas, com cerca de 290 alunos participantes”, disse a Profa. Ana Karina, que salientou o engajamento solidário. “Envolvemos, também, os alunos na arrecadação de leite e gelatina para o HCC”.

A premiação aconteceu na quadra do Colégio, com a contagem do leite e gelatina arrecadados. A turma vencedora na arrecadação de leite e gelatina foi o 9º ano A e B do Ensino Fundamental e o 1º ano do Ensino Médio. Nos jogos as premiações e medalhas ficaram nas seguintes escalas: no futebol, para os 2º e 3º anos do Ensino Médio; no futebol e no vôlei, o 3º ano do Ensino Médio (feminino); no Ensino Fundamental os 6º e 8º anos foram premiados no futsal; 6º ano, na queimada; e 9º ano A e B, queimada (masculino/feminino).

“No contexto escolar os jogos cooperativos auxiliam no processo de ensino/aprendizagem, nas habilidades motoras, visto que, utilizando a ludicidade e jogos com regras de maneira prazerosa, o aluno se envolve e se desenvolve, sendo uma excelente estratégia utilizada na prática pedagógica, que envolve o trabalho em equipe, respeito e empatia entre os alunos”, ressalta a Profª Ma. Fabiana Fiorim Checconi, coordenadora pedagógica do Colégio Catanduva.

Fotos/Divulgação Colégio Catanduva

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes