Cetesb libera fase final do Anel Viário

O prefeito de Rio Preto Edinho Araújo, ao lado do secretário de Obras Israel Cestari e o gestor executivo da construtora MRV Fábio Scandar Teixeira, vistoriou a última parte do Anel Viário J. Hawilla da cidade, cuja construção foi dividida em quatro etapas.

A fase final está prevista para ser concluída no primeiro semestre de 2022. Localizada na zona Leste de Rio Preto, compreende três trechos: interligação da Avenida Professor Carlos Nunes de Mattos com a Avenida Treze de Maio; duplicação da Avenida Treze de Maio entre o Parque Residencial Cambuí e o Laureano Tebar II; duplicação da Estrada Vicinal Vicente Polachini entre as avenidas Treze de Maio e Nadima Damha.

“Aguardávamos uma liberação da Cetesb que só aconteceu na semana do dia 22 de outubro, além de uma imissão de posse de área. A imissão saiu e agora estamos aguardando a designação de um oficial de justiça para notificação do proprietário, que deve acontecer nas próximas semanas”, explicou o secretário de Obras Israel Cestari.

A fase final do Anel Viário começa no cruzamento da Avenida Dr. Lotf João Bassitt com a Rodovia Washington Luís, próximo ao km 435, e termina na Avenida Miguel Damha, junto ao condomínio Damha IV. O trecho compreende ainda parte das avenidas Dr. Lotf João Bassitt, De Maio, Ricardo Siqueira de Mendonça, estrada Vicente Polachini e av. Nadima Damha, passando pelos bairros Distrito Industrial Tancredo Neves, Cristo Rei, Vila Toninho, Caic e condomínios Damha.

O trecho vistoriado pelo prefeito Edinho Araújo faz parte da fase final da obra. No local está sendo construído um empreendimento da MRV que irá contar com 1.925 unidades habitacionais entre torres residenciais e comerciais, além de casas térreas, todas em condomínio fechado. São cerca de 1 mil metros de Anel Viário que passa pela obra, no cruzamento da Av. Potirendaba com a Av. Padre Franco Tavazzi, seguindo pelas margens do Córrego do Trigo e dos Macacos, passando ainda pela Av. Nações Unidas, nos bairros Cidade Jardim e São Marcos. No trecho em obras passa também pela Av. Prof. Carlos Nunes de Mattos, no Res. Setsul I e Jockey Clube, até chegar no cruzamento com a rodovia Washington Luís.

“O resultado da maior obra de mobilidade urbana da história de Rio Preto é visível. Não se dão mais voltas para chegar de um bairro a outro e nem é preciso passar necessariamente pelo Centro da cidade, beneficiando o transporte individual e coletivo”, declarou o prefeito Edinho Araújo.

O gestor executivo da MRV Fábio Scander Teixeira falou sobre a expectativa de liberação do trecho e do projeto de arborização das vias que contornam as unidades que serão construídas. “O interesse da MRV é caminhar junto com o Poder Público e contribuir para uma Rio Preto cada vez melhor. Nosso cronograma é para conclusão dos trabalhos para o primeiro semestre de 2022. Além disso a empresa irá plantar 20 mil mudas de árvores, recuperar as áreas de preservação permanente (APP), construir ciclovia e academias ao ar livre”, destacou.

Com investimento de R$ 55 milhões, a obra tem 35 quilômetros de extensão (sendo 13 quilômetros de novos trechos), incluindo oito pontes (três delas sobre o rio Preto), oito galerias pluviais de concreto, além de um viaduto sobre a linha férrea. Os 13 quilômetros novos estão interligados a 22 quilômetros de ruas e avenidas já existentes, mas que estavam isolados em vários pontos. Para ligá-los, foi necessário construir obras de arte e desapropriar áreas, destravando trechos interrompidos há anos.

O projeto foi efetivado com recursos do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), firmado junto à Caixa Econômica Federal, com aval da Câmara de Rio Preto.

Entenda o Anel Viário

Trechos do Anel Viário

TRECHO 1 – Avenida Belvedere – Entre o Condomínio Green Village I e a BR-153 – Intervenção com implantação de travessia com uso de galeria celular no córrego.

TRECHO 2 – Avenida Marco Costantini – Entre a BR-153 e a Avenida Danilo Galeazzi – Implantação de Avenida.

TRECHO 3 – Ampliação da Largura nas faixas de rolamento na Avenida Marco Costantini. Bairro: São José do Rio Preto I – – Intervenção com implantação de travessia com uso de galeria celular no córrego.

Trecho 4 – Obra de Arte – Ponte – Sobre o córrego felicidade interligando o Bairro São José do Rio Preto I (Margem direita do córrego felicidade) a Margem esquerda do córrego – Área próxima à Vila Elmaz.

Trecho 5 – Rotatória e Avenida Marginal – na margem esquerda do córrego felicidade – Próximo aos Bairros Vila Elmaz e Res. Garcia.

Trecho 6 – Avenida Marginal – margem esquerda do córrego felicidade interligando os Bairros – São José do Rio Preto I e Residencial Santa Ana.

Trecho 7 – Obra de Arte (Ponte) – e Duplicação de trecho da Avenida Antonio Antunes Junior. Interligando o Bairro Residencial Santa Ana ao Bairro Vila Elmaz.

Trecho 8 – Implantação de Obras de Arte (Pontes) sobre o Rio Preto – e Avenida duplicada – Interligando os Bairros Duas Vendas ao Residencial Santa Ana.

Trecho 9 – Interligação das Avenidas José Piedade e Eriberto Manoel Reino com duplicação, com implantação de galerias celulares no córrego do Limão, interligando os bairros CECAP e Jardim Antonieta.

Trecho 9A – Travessia sobre o córrego cobertinho com pavimentação e implantação de galerias celulares, interligando os Bairros Jardim Astúrias e Jardim Atlântica.

Trecho 9B – Duplicação de trecho da Avenida José Rodrigues Lisboa – Nos Bairros Pq Res. Universo e Jardim Gisete e Jardim Alice.

Trecho 10 – Duplicação da Avenida Ernani Pires Domingues entre a Rua Izidoro Pupin e a Travessia com A linha férrea, sentido Rodovia Washington Luiz. Com implantação de galerias celulares nas travessias dos córregos da Limeira e Machado, e canalização de trecho do córrego Piedade.

Trecho 11 e 11A – Duplicação da Avenida Abelardo Menezes entre o Parque Tecnológico e a Rua Hélio Negrelli.

Trecho 12 – Travessia viário sobre o córrego do Borá na Avenida JK, com implantação de galeria celular, interligando o Bairro Tarraf I a UNIP.

Trecho 13 – Duplicação da Avenida Abelardo Menezes entre a Avenida JK e a Avenida Anísio Haddad.

Trecho 14 – Alça viária na Avenida Benedito Rodrigues Lisboa, Cruzamento com a rua José Rodrigues da Silva – Bairro São Francisco.

Trecho 15 – Interligação da Avenida Potirendaba e o Bairro Set Sul, pela margem direita do córrego do Trigo ou Tiago. (MRV).

Trecho 16 – Duplicação da Avenida de Fundo de Vale – Dr. Loft João Bassitt – entre a Avenida Marginal Percy Gandini e Avenida de Maio.

Trecho 17 – Duplicação de Travessia viária, através de construção de OAE, ponte sobre o córrego dos macacos, na avenida de maio, interligando os bairros Cristo Rei e Vila Toninho, assim como duplicação de trecho da avenida de maio entre a as avenidas Dr. Loft João Bassitt e a Avenida Celso Zanella.

Trecho 18 – Duplicação da Avenida do triângulo e Est. Vicinal Vicente Polachini, entre a Avenida de Maio e a Avenida Nadima Damha. Com construções de Obras de Artes – Viaduto sobre a linha férrea, e ponte sobre o rio preto (represa).

Trecho 18 A – Duplicação de trecho da Avenida Miguel Damha – entre a avenida Nadima Damha e Damha 4.

Compartilhar Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Notícias relevantes