Catanduva reduz para 4,9% índice de larvas, mas mantém alerta

A Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, concluiu mais uma Avaliação de Densidade Larvária – ADL. |o estudo leva em consideração as amostras coletadas em abril. Conforme o estudo, o índice no município está em 4,9%. O resultado aferido mantém a cidade em estado de alerta para infestação, diante do número de larvas encontradas nos imóveis avaliados.

No primeiro parâmetro realizado em janeiro desde ano, Catanduva estava com 5,4%. Apesar da leve diminuição do resultado aferido, o percentual permanece elevado, bem acima do limite preconizado pela Organização Mundial (OMS), que é de 1%.

Na avaliação, os agentes de endemias percorreram 6.444 imóveis. Desses, 3 mil estavam abertos para a visitação e 3.444 estavam fechados no momento da inspeção.

Os bairros com maior índice de infestação foram: Conjunto Euclides, Jardim dos Coqueiros, Jardim Oriental, Jardim Soto, Cidade Jardim, Loteamento Jorge Mauad, Loteamento Nações Unidas, Parque Iracema, Jardim Paraíso, Residencial San Remo.

Durante a avaliação, os principais criadouros encontrados foram: ralos internos e externos, bebedouros de animais, vasos de plantas, baldes, piscina, garrafa descartável, plásticos, pneus, lonas, latas e depósito para construção.

AÇÃO

Frente ao relatório, A Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti irá direcionar ações e fará mutirões de criadouros nesses bairros onde o índice larvário foi maior.

A Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti pede a colaboração da população para receber bem o agente de endemias e fazer a vistoria em casa.

DISQUE-DENGUE

A Secretaria alerta ainda sobre a importância de fazer o agendamento de visitas em caso de notificação em residência fechada. Para agendar visitas ou fazer denúncias, Disque-Dengue: (17) 3531-9200.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes