Catanduva é destaque na geração de empregos em junho

Catanduva encerrou o mês de junho com resultado positivo no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com levantamento, a cidade contratou 883 pessoas e desligou 768: resultado de 115 contratações no período. No Estado de São Paulo, o saldo ficou negativo em 4.450 desligamentos; no Brasil, foram 661 postos de trabalho fechados.

Para contribuir com os resultados, a Prefeitura tem firmado parcerias e criado condições para a qualificação da população. Desde o início do ano, foram ofertados cursos em 13 diferentes áreas, com 674 vagas oferecidas. O trabalho é liderado pela Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Relação de Trabalho (Semdert).

“Temos buscado meios para que as pessoas ampliem seus conhecimentos, facilitando a sua inserção no mercado de trabalho. São muitos os casos em que, por falta de qualificação ou capacitação, o candidato não é empregado. Queremos mudar esse quadro “, diz o secretário de Desenvolvimento, Fabio Rinaldi Manzano.

Além dos cursos, a Prefeitura também intensificou a parceria com o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) e, periodicamente, divulga as vagas oferecidas pelo órgão, cadastradas por empresas do município. A atualização é feita três vezes na semana, com acesso no item “Aqui há vagas” no site www.catanduva.sp.gov.br.

Comparativo

Na comparação com dez municípios de porte semelhante no Estado de São Paulo, apenas Catanduva e outras duas cidades apresentaram saldo positivo de emprego em junho: Cubatão teve 15 postos de trabalho abertos e Ribeirão Pires, 132.

Já em Tatuí, com quase 119 mil habitantes, 226 postos de trabalho foram fechados. O mesmo ocorreu em Birigui (-213), Votorantim (-180), Sertãozinho (-153), Santana de Parnaíba (-116), Guaratinguetá (-112), Barretos (-87) e Valinhos (-19).

Os dados foram levantamentos junto ao Caged e se referem ao mês de junho.

Fonte: Assessoria/Prefeitura