Camisinha de 200 anos, feita com intestino de carneiro, é vendida por R$ 2.700

Objeto considerado raro tem 19 cm de comprimento. (Divulgação)

Yahoo Notícias

Um objeto que se parece muito com uma espécie de camisinha antiga, de 200 anos de idade, foi vendido em um leilão por nada menos que R$ 2.700 esta semana.

Feito de intestino de carneiro, o preservativo é considerado uma peça rara, como as que são colocadas em exposição em museus. Com 19 centímetros de comprimento (atualmente, a média dos produtos é 18 cm), o objeto foi encontrado na França.

E não era só com intestino de carneio que se fazia camisinha na antiguidade. As víceras de porcos, cabras e bezerros também eram aproveitadas para proteger o órgão genial masculino. O “produto” era caro, demorava para ser confeccionado e só a parte mais rica da sociedade tinha acesso a ele.

Os primeiros preservativos de borracha surgiram no século XIX e, com a sua popularização e a proliferação de doenças sexualmente transmissíveis (DST), a indústria facilitou o acesso.

Quem deu o lance de R$ 2.700, no leilão da casa Catawiki, foi um comprador da Holanda, segundo informações do jornal Mirror.

Be the first to comment on "Camisinha de 200 anos, feita com intestino de carneiro, é vendida por R$ 2.700"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*