Café Minuto – Brumadinho


DE VOLTA –
Olá amigos! Voltando para mais um ano de Café Minuto. Dessa vez demorei mais do que anos anteriores. Fiquei mais tempo viajando e depois com esse tenebroso e quente verão não dá pique pra fazer nada. Quem tem vontade de fazer alguma coisa com temperaturas próximas dos 40 graus, às vezes até acima? Aqui está tá quente que outro dia vi na praça dois capetinhas debaixo de uma árvore. Nem eles aguentam esse calor. Ok. São pequenos, talvez ainda não se acostumaram com a fornalha. Bem, deixei para escrever tarde da noite porque nessa hora só faz calor. E nosso Café segue como de costume: comentários, informações, curiosidades, bobagens, falta de assunto…  Vamos a ele então! Boa leitura.

BRUMADINHO – O Brasil é um fenômeno da incompetência. É preciso um trabalho extraordinário, feito com esmero, precisão, foco, determinação… para alcançar a excelência em incompetência. Três anos após Mariana e o desastre acontece novamente. Não é coisa de gênios para conseguir o mesmo resultado? Souberam aproveitar da melhor maneira possível dois fatos: acidentes não são inesperados, são previsíveis quase sempre, só não sabemos o dia em que ocorrerão; fatalidades não existem, ela costuma ser usada para transferir responsabilidade quando medidas e ações de prevenção falham ou são ignoradas. E está pronta a receita para a tragédia. O que fizeram com o caso de Mariana? Muito bla-bla-bla e nada aconteceu; Ninguém foi preso, ninguém foi responsabilizado, ações para evitar outro desastre ficaram no falatório, até hoje os atingidos não foram indenizados… E agora? Bem, prenderam dois engenheiros responsáveis, de uma prestadora de serviço, por emitir parecer de que tudo estava seguro. E três engenheiros da Vale por serem responsáveis pela segurança da barragem. Tem mais gente, claro! Será que vão prender a turma de cima? A imprensa internacional deu grande destaque a tragédia, justamente por acontecer a mesma coisa de três anos atrás. E o Brasil novamente foi humilhado lá fora pelas mazelas internas. Incompetência feita com competência é um perigo. Pode matar!

COAF – Afinal que bicho é esse que ninguém sabe o que é? Agora que descobriu suspeita na movimentação financeira do antigo assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio e do próprio Flávio ficou conhecida. E o que fazia antes, pois existe desde 1999 e nunca suspeitou da dinheirama na conta de petistas, emedebistas… Sabe o que significa COAF e pra que serve? Vamos lá. E a sigla para Conselho de Controle de Atividades Financeiras com atribuição de disciplinar, aplicar, penas administrativas, receber, examinar e identificar ocorrências suspeitas de atividades financeiras ilícitas, sem prejuízo de competência de outros órgãos e entidades. Então… Nunca suspeitaram movimentações financeiras de políticos no mensalão? Nunca suspeitaram dos propineiros do Petrolão que movimentaram milhões em suas contas bancárias? Foi o Ministério Público e a PF que descobriram a bandalheira do mensalão e do Petrolão e o COAF não suspeitou de nada?. E tem um outro fato: Lulinha, filho de presidente. O cara trabalhava no zoológico e de repente virou empresário milionário, nadando em dinheiro. E o COAF? Não viu nada anormal? Somente agora foram detectar suspeitas do cara que era assessor do filho do presidente, e do próprio filho. Estranho não!!!

FALTOU PROCURAR LÁ – Kracovyldo encontra no céu Desintéryo, um conhecido. Olá! Você por aqui também? Do que você morreu? Morri congelado, diz Desintéryo. Puxa! E como é morrer assim? Bem, a gente começa a sentir um frio danado. Primeiro congela a ponta dos dedos e não sentimos mais eles. Depois vai congelando os braços, as pernas… Você não consegue mexer nada. O frio é tanto que a gente desmaia e quando acordei estava aqui. E você Kracovyldo, do que morreu? Eu morri de infarto. Cheguei em casa e minha mulher estava pelada na cama e ao lado um pé de sapato que não era o meu. Procurei o cara pela casa toda e não achei o desgraçado. A raiva de não encontra-lo, a tristeza de encontrar minha mulher me traindo foi tanta que sofri um infarto fulminante, e aqui estou. Puxa Kracovyldo, se você tivesse procurado no freezer não estaríamos aqui agora!

ENTRANDO NO CLUBE – O Chile, a estreita faixa de terra que se entende a beira do Pacífico, conseguiu um feito inédito na América do Sul, atingiu 25 mil dólares de renda per capita em 2018. Compatível com a renda de países ricos, esse patamar é uma das variáveis consideradas para avaliar o estágio de desenvolvimento de um país. O Chile agora passa a fazer parte desse seleto grupo. E o Brasil? Tá looonge…16.100 dólares. Dois dos principais pilares para o desenvolvimento do Chile foi a abertura do comércio exterior – o Chile tem acordos comerciais com 27 países (nós temos 4) e  adotou medidas de livre mercado, que não são bem vistas pela esquerda, embora tivesse governos esquerdistas. Enfrentou uma profunda recessão nos anos 80 na crise da dívida externa da América Latina. Mas com visão voltada ao mercado tornou-se um exemplo de economia integrada com o mundo. O país é inspiração para Paulo Guedes que quer seguir alguns de seus preceitos. Tomara!

O DISCURSO – Há algum tempo o representante de Israel, na ONU, fez um discurso. Usou a oratória com inteligência e habilidade. “Antes de começar meu discurso, quero contar-lhes algo sobre Moisés. Ele golpeou uma rocha com seu cajado e dela saiu água. Pensou imediatamente: Que oportunidade para tomar um banho. Tirou a roupa, deixou-a junta a pedra e entrou na água. Quando saiu, sua roupa tinha sumido. Os palestinos haviam-na roubado. O representante da Palestina de pronto, levanta-se e bradou: Que mentira boba e descabida! Nem havia palestinos naquela época. O representante de Israel sorriu e falou: Muito bem… Então agora fica bem claro quem chegou primeiro a este território e quem foram os invasores. Posso enfim começar meu discurso”. Se um discurso semelhante fosse feito no Brasil poderia ser assim;: “Em 1979, os governos militares depois de salvar o Brasil do comunismo e prepara-lo para o futuro, iniciaram a abertura política, culminando com a lei da Anistia perdoando os dois lados: torturadores, terroristas, sequestradores e assaltantes. Mas o PT roubou a minuta desses documentos”. Com certeza uma voz raivosa diria: mas o PT nem existia em 1979. Fica claro então que o PT nada fez para a democratização, abertura política, normalização e desenvolvimento do país.

DADOS PESSOAIS – Próximo de uma universidade americana foi aberto um café que oferece mesas de estudo, poltronas confortáveis, wi-fi de qualidade, tomadas aos montes para carregar celulares, computadores e café, chá e sucos, tudo de graça, na faixa, para os alunos da universidade, que fique claro. Trata-se do Shiru Café, originário do Japão, que chegou aos EUA. E porque toda essa mordomia? Bem, aqui está o pulo do gato: os jovens devem fazer um cadastro e autorizar a dividir com a empresa seus dados pessoais. Essa por sua vez, negocia os dados com anunciantes que fazem propaganda direcionada aos clientes, de acordo com seus interesses e hábitos. E aí vem a cereja do bolo: O Shiru divide esses dados com recrutadores e departamentos de RH de empresas interessadas em contratar estagiários e recém-formados da universidade. Banco J. P. Morgam, Nissan e Basf usam o serviço, entre outras. O negócio faz tanto sucesso, 75% dos alunos frequentam o café, que outras unidades já estão em construção em Yale, Harvard, Princeton e Amherst. Essa ideia de oferecer serviços grátis em troca de dados pessoais não e novidade. É o modelo de negócios do Facebook e Google. O usuário tem acesso a rede social e a ferramenta de busca sem pagar nada. E esses gigantes ganham bilhões de dólares vendendo anúncios personalizados de acordo com o rastro de dados pessoais que cada um deixa em seus sites. Vendo por esse lado você é o produto e o Shiro Café oferece muito mais.

 CONQUISTANDO – As mulheres continuam sua ascensão em atividades antes exercidas pelos homens. Embora em números modestos ainda, hoje há mulheres na polícia, nas forças armadas, no comando de aeronaves, na engenharia de produção, na informática…  e outras coisas impensáveis há não muito tempo. A tendência mostra um aumento na participação delas em todos os segmentos. A política é um bom exemplo. Ainda bem menor que a dos homens, a participação das mulheres na política cresce no mundo todo. Há 15 anos elas representavam 15,7% do total, hoje representa 24%. Na Alemanha, 31,4% são mulheres; na França, 35,7%; na Inglaterra, 28,9%; nos EUA, 23,7%; no Chile, 22,7%. Dois países da América Latina são destaque: México, com 48,4% de participação das mulheres, quase metade, e a Argentina, com 39,5%. Nesses dois países há cotas obrigatórias de mulheres nas chapas eleitorais, que surtiu bom efeito. No Brasil, apesar dessa obrigatoriedade o resultado é pequeno devido a infinidade de partidos e de coligações esdrúxulas. 14,9%, tomarão posse no Congresso, recorde até agora, mas longe das primeiras posições no ranking da presença feminina no Parlamento. Entre 190 países, estamos em 152º. lugar. Como todo ranking de países, estamos quase sempre na rabeira.

O FILME – “Vidro” aqui no caso, não é um objeto desse material, mas o nome de um filme muito legal. Ele encerra uma trilogia que começou no “distante” ano de 2000 com o filme “Corpo Fechado”. Somente em 2016 surgiu o segundo, “Fragmentado” com o esquizofrênico personagem de 23 personalidades e agora chega o último, Vidro. Seria bom assistir o primeiro para lembrar da história e de dois personagens que estão em Vidro. Quem não viu na época, é bom ver, e quem não viu também. Está disponível nas plataformas de streaming ou até em DVD para quem é saudosista. Quanto ao segundo, mais recente, é bem provável que muitos assistiram, senão… já sabe como ver. No entanto, quem tem preguiça de ver, não tem tempo, nada disso impede de assistir Vidro. Na história, surge das sombras o único sobrevivente de um desastre de trem em Corpo Fechado para capturar o esquizofrênico de Fragmentado. Ambos, contudo, são levados para um hospital psiquiátrico para serem tratados. Lá se encontra também o maluco que provocou a tragédia do trem. É um trio da pesada! São vilões, doentes mentais ou super-heróis? O filme tem um forte suspense psicológico e faz referencia ao universo dos quadrinhos. Se não puder assistir Vidro, compre uma peça de vidro e fique de olho nela.

SABEDORIA ORIENTAL – Empresário rico e líder empresarial, Tanakara Kikagawa, faz bodas de ouro de casamento e é entrevistado. – Sr. Kikagawa, qual o segredo para fazer 50 anos de casado. – Quando casei, fomos passar a lua-de-mel em Tokio e foi muito bom. – E agora para onde o senhor vai? – Tanakara vai a Tóquio buscar esposa. [email protected]