Banda Brizze de Catanduva participa do concurso de banda do Planeta Rock 2017

Por Márcia Bernardes

Redação do Gnoticia

Criada em 2014, a banda catanduvense Brizze participa do concurso de bandas do Planeta Rock 2017. Dos 69 escritos, os catanduvenses ficaram entre as 15 bandas selecionadas para participar do festival. O Planeta Rock acontece nos dias, 11 e 12 de agosto no Recinto de Exposições de São José do Rio Preto.

Formada por Celso, José Alves, Leonardo, Devan e Arthur, a banda viu em 2014, o sonho começar a virar realidade, após a participação do FEMUCA V (Festival de música de Catanduva), em que ficaram em segundo lugar. ”Surgiu um festival na cidade, onde despertou um interesse do nosso vocal, de juntar todos e apenas participar da competição. Inesperadamente, a banda levou o segundo lugar no festival motivando para que a banda continue tocando até hoje”, contou o baterista, Leonardo Prioli.

Influenciados por banda como Charlie Brown Jr, Cpm22, Onze 20, os jovens viram no trabalho cover a chance de divulgar sua música. “A nossa maior influência é Charlie Brown Jr., porque também trabalharmos com o tributo deles, e foi através desse trabalho que a banda começou a ganhar espaço”, disse.

Entre 2015 e 2016, a banda gravou álbum autoral “Raiz Forte”, que traz desde reggae a hardcore. “O nome do álbum “Raiz Forte” foi derivado de uma de nossas músicas “Rastafari” e escolhemos esse nome porque demonstrou de forma resumida o que a gente criou entre nós desde o começo da banda, raiz que significa “base”, o início”, explica.

Um dos desafios dos catanduvenses foi o fato de os integrantes terem estilos bem diferentes, mas que isso resultou num disco bastante alternativo. “Os integrantes são de estilos diferentes, e isso no início chegou ser um grande problema, mas com o tempo, as idéias diferentes, foram criando formas e foram se juntando, resultando no nosso primeiro CD que é muito alternativo. Acabamos não seguindo sempre o mesmo padrão, é até uma forma de fugir da rotina que estávamos caindo”, contou.

Prioli conta que o mais difícil é fazer com que as pessoas ouçam suas músicas. “Viver de som autoral não é fácil, fato. Fazer com que as pessoas ouçam as suas musicas é o inicio de tudo, até mesmo pra demonstrar o estilo da banda, gostamos do interior, porém, as bandas ficam escondidas, o segredo é criar as raízes e sair explorando e divulgando ao máximo o som, pela internet ou por festivais, e procurar uma forma de exposição, é assim que fazemos”.

Motivados, Prioli explica que o Planeta Rock é uma grande oportunidade de mostrar o trabalho da Banda Brizze. “Só de saber que a banda foi selecionada e que vai poder dividir palco com os artistas que estarão presentes, é uma motivação sem tamanho, e saber que todo trabalho ate aqui não foi em vão”, finaliza.