Banco de Leite Humano do HPA faz ação sobre o Novembro Roxo

Durante todo o mês de novembro, as unidades neonatais do Hospital Padre Albino foram decoradas com o tema Novembro Roxo, mês internacional de sensibilização à prematuridade. O dia 17 é o escolhido para marcar a ação mundialmente, e as mães dos bebês internados nas unidades receberam mimos em alusão a esse tema.

Objetivo é conscientizar a população sobre os cuidados e prevenção do parto prematuro, através de programas de educação sexual na adolescência, planejamento familiar e pré-natal com qualidade. “É um dos momentos mais especiais do ano, onde conseguimos chamar a atenção para as questões envolvidas no nascimento prematuro de forma mais expressiva e, com isso, sensibilizar mais pessoas sobre o tema, especialmente no dia 17, que é o Dia Mundial da Prematuridade”, frisou a enfermeira Camila Redigolo Raymundo Bahillo.

A prematuridade pode ocasionar implicações ao recém-nascido, entre elas, problemas pulmonares, deficiências motoras, infecções respiratórias crônicas, doenças cardiovasculares ou diabetes e possibilidade de ter problemas de aprendizagem ou comportamentais. Segundo a Organização Mundial da Saúde, esta é a principal causa de mortalidade infantil antes dos cinco anos de vida. São considerados partos prematuros quando um bebê nasce antes de completar 37 semanas de gestação.

O roxo simboliza sensibilidade e individualidade, características que são muito peculiares aos prematuros.

Sob coordenação da enfermeira Camila, a atividade foi organizada pela equipe do Banco de Leite Humano do Hospital Padre Albino, com a colaboração da equipe médica e de enfermagem das unidades neonatais.

Fotos: Divulgação FPA.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes