As preciosidades da revista “O SÉCULO”

 

Há um ditado nada apreciativo que diz – “quem gosta de velho é museu”. Esse adágio, felizmente em desuso, não se aplica às publicações antigas que são importantes fontes de consultas e até mesmo de curiosidades quando se busca descobrir o que rolava em determinada época. Assim, as revistas, tal como os jornais, guardam os registros dos fatos e são guardiões da história vivida.

Em Catanduva, o museu “Padre Albino” possui um acervo invejável de todas as revistas desde “O Século”,  “A Feiticeira”(coleção completa) e as atuais, bem como dos jornais publicados na cidade, desde o Bandeirante, A Cidade, Opinião, Noticia da Manhã e O Regional,  inclusive de todos os livros (mais de uma centena) publicados por autores catanduvenses e/ou falando da cidade,  graças ao diligente trabalho do professor Bolinelli e sua pequena equipe.

Afora o museu, alguns catanduvenses saudosistas guardam verdadeiras relíquias de inestimável valor histórico, como é o caso do abnegado e investigador de polícia aposentado Olegário Peres, que possui um exemplar muito bem conservado da Revista “O Século”,  publicada no mês de dezembro de 1948. Folhear suas 99 páginas encanecidas e amareladas,  com todo o cuidado que um registro histórico merece,  é mergulhar no passado e conhecer um pouco das pessoas e empresas que faziam acontecer naquele penúltimo ano da década de 40, que se notabilizou pelo fim da segunda guerra mundial(02 de setembro de 1945).

A revista  trazia na sua capa a sorridente senhorita(sic) Neuza Corrêa, Rainha dos Estudantes e na quarta capa a foto da senhorita(sic) Maria do Carmo Angelo (filha de Gentil de Angelo e Ernestina de Angelo), rainha da Aza, de Catanduva. Na  antepenúltima página a revista revelava o seu crédito:  “O SÉCULO – Revista Ilustrada – 3ª Fase – Ano 15 – Diretor Mozart da Costa Nunes(da Associação Paulista de Imprensa) – CATANDUVA – 25 DEZEMBRO 1948 – E.F.A – E. S. PAULO – BRASIL”.

Na mesma página trazia um registro interessante “CARNAVAL DE 1949!  O Tenis(sic) inaugurará o seu salão retumbante! Descontos em todas as passagens para Catanduva!” e na  página  seguinte a nota: “Para a frente Foliões! Dezenas e dezenas de carros alegóricos, já sendo desenhados por Gomide, o homem da última hóra(sic), mas que abafa!” É um deleite ler isso, não é mesmo? Tem várias fotos da festa de colação de grau do Ginásio Catanduva e Escola Técnica de Comércio,  com destaque de uma que é protagonizada pelo Padre Albino celebrando a missa de ação de graças. Fotos do então  bebê Amaury Júnior(aquele da TV) e do Washington Pereira(página inteira),  e dos irmãos ainda pequenos Ubaldo Neto e Sílvio(Sílvio de Abreu, hoje diretor geral do núcleo de novelas da Rede Globo), além de muitas outras figuras ilustres da época, como a da sra. Sinharinha Neto,  junto com as crianças da creche que leva o seu nome,  prestigiando festa promovida na mesma entidade para as crianças.

Ver os anúncios com votos de boas festas então é um deleite: Anderson, Clayton & Cia. Ltda., José Antonio Borelli(veículos), Banco Comercial do Estado de São Paulo,  Theodoro Becker, Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Catanduva, Casa dos Rádios(Sebastião Arruda Lima), Eletro Tamoio(rádio, geladeiras, etc), Clube de Tenis(sic) Catanduva, dos dois cartórios – 1ª e 2ª circunscrição de Catanduva; Ótica de Catanduva,  Casa Ferreira(ferragens), Banco Antonio de Queiroz, E.F.A(anúncio de 2 páginas), Rádio Difusora ZYD 5, Casa Verde(tecidos), Ginásio Catanduva, Pérola Oriental(anéis, joias e relógios) Casa Duarte(tecidos), Dr. Italo Zácaro-advogado, Telefônica Nacional Ltda., Vianna & Martins – representantes dos tratores Massey Harris,  Casa Facci – a Maior, Serviço de Alto-Falantes Catanduva, Banco do Comércio e Indústria, Banco Brasileiro para a América, Domingos de Lucca – concessionário General Motors, Serraria Excelsior, Catanduva Progride – móveis finos,  Banco Noroeste, Casas São Pedro – selaria e sapataria e da empresa Pedro Monteleone – revendedor dos automóveis e caminhões Studebaker(anúncio de página inteira na contra segunda contracapa).

Destaque ainda para os anúncios do Café Cafeara – aroma de prolongada duração!,  “A Jóia” e  Casa Econômica – calçados e chapéus. Matérias importantes como da visita do Governador do Estado, Adhemar Pereira de Barros Filho, que veio inaugurar a estrada Estadual até S.J.do Rio Preto e o prédio do Banco do Estado(Rua Brasil esquina com Pernambuco);  a “Festa da Vitória”, promovida pelo Aeroclube de Catanduva,  com fotos mostrando dezenas de aeronaves,  batismo do novo avião “P.T.19” e os possantes bombardeiros A-20, em pleno voo(7 páginas); “Rotary Clube de Catanduva – 1936 a 1948”, com foto dos comps. e esposas; o “Cavalo Mangalarga – a melhor das raças crioulas do Brasil”; “Café – A Móla-Mestre(sic) da Economia Nacional”; Coroação da rainha dos estudantes; “A profícua administração do sr. Antônio Stocco”(prefeito à época), com fotos ilustrativas das obras realizadas em 7 páginas, destacando-se do próprio prefeito e do Delegado de Policia Dr. Nemr Jorge. Enfim, folhear a revista é fazer uma viagem visual e virtual ao passado e descobrir coisas interessantes e personalidades que marcaram época e deixaram seus nomes gravados no tempo, nos registros e na história da centenária cidade. P.S. toda a revista foi digitalizada e poderá ser enviada ao leitor que se  interessar,  por email.

  advogado tributário        www.buchadvocacia.com.br                      [email protected]