Alunos da Fameca/Unifipa conscientizam sobre hipertensão e diabetes no Nova Catanduva

No último dia 20 de Abril, os alunos do 4º ano do curso de Medicina da Fameca/Unifipa realizaram ação de conscientização na USF Dr. Carlos Surian, no bairro Nova Catanduva. A iniciativa foi em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, e faz parte da disciplina de Medicina Ambulatorial e teve como objetivo informar e orientar a população sobre duas doenças crônicas que afetam milhões de pessoas em todo o mundo: a hipertensão arterial e o diabetes mellitus.

Os alunos apresentaram informações importantes sobre essas doenças, incluindo seus principais sintomas, fatores de risco e as melhores formas de prevenção. “Procuramos sensibilizar os pacientes presentes na unidade de saúde sobre a importância do cuidado para melhorar a qualidade de vida e evitar complicações, informando os diferentes fatores de risco da hipertensão e diabetes, educando sobre a necessidade de manter hábitos de vida saudáveis e orientar quanto à importância da adesão ao tratamento medicamentoso”, explicou a docente dos cursos de Enfermagem e Medicina, enfermeira Vanessa Maria Brogio Schiesari.

Além disso, os participantes tiveram a oportunidade de fazer perguntas e tirar dúvidas diretamente com os alunos, o que ajudou a esclarecer muitas questões sobre essas doenças. “A hipertensão arterial e o diabetes mellitus são duas doenças que requerem atenção especial, pois podem causar graves complicações se não forem devidamente controladas. Por isso, a importância de iniciativas como essa, que visam levar informações precisas e úteis para a população”, disse Vanessa, que faz o alerta: “Investir na prevenção é decisivo não só para garantir a qualidade de vida, mas para evitar a hospitalização”.

Para a preceptora do curso de medicina, Profa. Camila Pinotti, conscientizar é também uma forma de prevenção. “A ação realizada pelos alunos da Unifipa na unidade de saúde é uma oportunidade valiosa para todos aqueles que desejam conhecer melhor essas doenças e aprender a preveni-las. A conscientização é a chave para combater e garantir uma vida mais saudável para todos”, finaliza.

Compartilhar Notícia

Notícias relevantes